menu
Topo

Viagem


Pistolas e facas: veja objetos encontrados com passageiros aéreos nos EUA

Divulgação/TSA
Todos os anos, a TSA encontra milhares de armas de fogo com passageiros aéreos nos Estados Unidos Imagem: Divulgação/TSA

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

2019-02-04T04:00:00

04/02/2019 04h00

Todos os anos, a Transportation Security Administration (TSA, entidade responsável pela segurança dos aeroportos dos Estados Unidos) encontra milhares de objetos letais na bagagem de mão de passageiros prestes a embarcar em aviões no território norte-americano.

São armas de fogo dos mais variados calibres e facas dos mais diversos tamanhos, que, logicamente, representam um enorme risco para a segurança dos voos.

Entre os itens confiscados, há também réplicas de bombas, imitações de granadas e até itens cortantes e perfurantes escondidos em batons e pentes.

Divulgação/TSA
Facas e estrelas ninja também estão entre itens encontrados nos aeroportos dos EUA Imagem: Divulgação/TSA

Para se ter uma ideia, só em outubro de 2018, a TSA achou 358 armas de fogo na bagagem de mão de viajantes em 105 aeroportos dos Estados Unidos. Cerca de 300 delas estavam carregadas com projéteis.

Por ano, o número de armas encontradas nas bagagens de mão de viajantes aéreos nos EUA passa dos 3.000.

Itens curiosos e assustadores

Muitos dos passageiros pegos pela TSA possuem autorização para ter as pistolas, mas, desavisados ou não, tentam carregá-las para dentro das aeronaves.

"Quando uma arma de fogo é descoberta no raio X dos aeroportos, toda a triagem é interrompida para que o objeto seja averiguado", informa a TSA. "Mas isso gera longas filas e possíveis atrasos de voos. Armas de fogo, sejam elas reais ou réplicas, são proibidas nas bagagens de mão".

Divulgação/TSA
Nos EUA, um passageiro quis embarcar no avião com uma réplica de bomba-relógio Imagem: Divulgação/TSA

Além de armas reais, de marcas como Glock e Ruger, a TSA acha itens curiosos na mala dos viajantes.

Em 2018, por exemplo, os agentes da entidade descobriram, com um passageiro prestes a entrar em um avião no Denver International Airport, um objeto com o formato de uma pistola e que disparava palitos de dente.

Divulgação/TSA
Acima, dispositivo que dispara palitos de dente achado com um passageiro nos EUA Imagem: Divulgação/TSA

Também no ano passado, outro viajante foi flagrado, no Chicago O'Hare International Airport, carregando uma réplica de uma bomba-relógio em sua mala. Isso fez a área de raio X ser fechada por 19 minutos e o esquadrão antibombas ser convocado para assegurar que o objeto não era explosivo. A TSA não informa qual punição foi imposta ao dono do brinquedinho.

Réplicas de granadas e de minas terrestres também são itens que aparecem com frequência nas malas de mão dos passageiros nos Estados Unidos.

Divulgação/TSA
Montagem com armas de fogos encontradas em aeroportos americanos durante um ano Imagem: Divulgação/TSA

"Na maioria das vezes, os passageiros dizem que esqueceram que tais objetos proibidos estavam em suas bagagens de mão. Mas este descuido pode gerar até prisão. Além disso, passageiros pegos com armas de fogo no raio X do aeroporto estão passíveis de pagar uma multa de até US$ 13.333 mil".

Facas e afins

No período de um ano, a TSA encontrou, na bagagem de mão de passageiros aéreos nos Estados Unidos, 198 itens cortantes e perfurantes camuflados em objetos aparentemente inofensivos.

Divulgação/TSA
Há passageiros que tentam embarcar com objetos perfurantes camuflados Imagem: Divulgação/TSA

Entre eles, foram achados um punhal escondido em um pente no aeroporto Albuquerque International Sunport (no Novo México), uma faca colocada dentro do frasco de um desodorante no Bradley International Airport (em Connecticut) e uma pequena faca oculta dentro de um batom no Tulsa International Airport, em Oklahoma.

A TSA afirma que passageiros que portam objetos letais camuflados podem ser presos.

Divulgação/TSA
Facas e machados são objetos proibidos dentro dos aviões Imagem: Divulgação/TSA

E ainda há coisas mais curiosas na lista de itens flagrados pela TSA, como estrelas ninja, uma foice, um soco inglês acoplado a uma lâmina e um guarda-chuva com o cabo em forma de rifle.

Não surpreende que, nos Estados Unidos, os procedimentos de segurança para embarcar em uma aeronave sejam tão rigorosos.

Mais Viagem