UOL Viagem
 
27/04/2009 - 12h15

Gripe suína: no RJ, Anvisa recebe passageiros dos EUA

Rio - Funcionários da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estão recebendo os passageiros que chegam dos Estados Unidos no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), na zona norte do Rio, seguindo determinação do gabinete permanente de emergência do Ministério da Saúde para impedir a entrada do vírus da gripe suína no Brasil. De acordo com pessoas que desembarcam no aeroporto, nenhuma mensagem especial sobre a doença foi veiculada nos voos que vieram de Huston, Miami e Nova York.

A única medida tomada pelos tripulantes foi identificar os passageiros de nacionalidade mexicana antes do desembarque. "A única providência que foi tomada foi pedir que os mexicanos se identificassem. Os fiscais da Anvisa os receberam na porta do avião", contou a estudante Júlia Fidélis, de 17 anos, que voltou de Houston. No saguão de desembarque, até o momento não foi veiculado qualquer aviso sonoro sobre sintomas da gripe suína.

Ao menos 110 pessoas já morreram no México com suspeita de gripe suína. Hoje, a Espanha confirmou o primeiro caso de gripe suína na Europa. Vinte casos foram confirmados nos Estados Unidos. Hoje, a Organização Mundial de Saúde (OMS) antecipou uma reunião para discutir mudança no nível de alerta de risco de deflagração da gripe suína. O comitê deverá examinar se a OMS deverá elevar o grau de risco do potencial de a gripe se transformar em uma pandemia - epidemia generalizada - do atual nível três para o nível quatro, que indicaria um "aumento significativo no risco de uma pandemia".

Veja também

Carregando...