UOL Viagem
 
22/04/2009 - 17h44

Dólar comercial fecha em baixa de 1,87%, a R$ 2,202

São Paulo - O mercado de câmbio doméstico operou com o dólar em baixa hoje, refletindo um fluxo cambial positivo e ajustes de posições tendo em vista que as bolsas norte-americanas subiram ontem, quando foi feriado no Brasil e não houve negócios por aqui. O dólar comercial encerrou o dia em baixa de 1,87%, para R$ 2,202. Na BM&F, o dólar negociado à vista fechou a R$ 2,200, em queda de 1,96%. O giro financeiro total aumentou 318%, para cerca de US$ 5,7 bilhões.

Operadores consultados afirmaram que houve fluxo positivo, principalmente pelo segmento financeiro. "Houve continuidade de ingressos de recursos captados no exterior a juros mais baixos por estrangeiros dispostos a investir na Bovespa e em aplicações em juros domésticos", informou o economista Sidnei Nehme, da NGO Corretora de Câmbio.

No exterior, o dólar não mostrou uma tendência, uma vez que caiu ante o euro, subiu em relação à libra esterlina e oscilou entre leves quedas e altas em relação a moedas de países emergentes. Os investidores acompanharam o noticiário internacional, com destaque para o prejuízo no primeiro trimestre do banco Morgan Stanley, e a declaração do executivo-financeiro da General Motors, Ray Young, de que a companhia não pretende pagar uma dívida de US$ 1 bilhão com vencimento em 1º de junho.

Contudo, os participantes do mercado ainda citaram a afirmação, ontem, do secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, de que a maioria dos bancos tinha capital mais do que suficiente. A declaração ajudou a diminuir os receios dos investidores com os resultados do teste de estresse promovido pelo governo norte-americano sobre as instituições financeiras.

Veja também

Carregando...