UOL Viagem

04/02/2009 - 19h17

Após polêmica, Niemeyer desiste de projeto em Brasília

Rio - O arquiteto Oscar Niemeyer desistiu da construção de uma praça projetada por ele na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Apesar de o projeto ter provocado a reação negativa de muitos brasilienses e levado o Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) a invocar o tombamento do Plano Piloto, o arquiteto vinha insistindo no empreendimento nos últimos dias. Mudou de ideia e hoje anunciou que desistiu "provisoriamente". Ele manifestou a decisão num artigo publicado no jornal Correio Braziliense.

No texto, Niemeyer admite que, aos 101 anos, estava envolvido "com entusiasmo" no debate dos últimos dias, mas foi desestimulado pelas notícias sobre as dificuldades financeiras do governo do Distrito Federal para tirar o plano do papel. Diante disso, ele diz ter se reunido com seus "companheiros de Brasília" e decidido enviar os desenhos para seu arquivo. "O único pensamento que nos ocorria era, compreensivos, agradecer o apoio que o governador, com inegável interesse, nos dera e pôr de lado - provisoriamente - a ideia que muito nos entusiasmara", escreveu.

"Há esperança, quem sabe, de um dia a sua realização tornar a ser cogitada", afirmou o arquiteto, depois de admitir já ter imaginado ver a praça construída. No artigo, Niemeyer agradece o apoio recebido de vários amigos dispostos a defender seu plano de construir o Memorial dos Presidentes com um obelisco e um estacionamento para 3 mil automóveis, mas registra que, embora lamente magoá-los, sente "certo alívio em pôr um ponto final a essa celeuma". O arquiteto foi procurado, mas os funcionários do seu escritório informaram que ele não estava e não quer mais falar no assunto.

Compartilhe: