UOL Viagem

07/01/2009 - 23h33

Prefeito derruba lei que limitava carros em Ilhabela

Mal assumiu a administração publica e o novo prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, tratou de colocar um fim na lei que limitava em 12 mil carros, o número de veículos na cidade. A principal alegação para a suspensão da lei, que ficou em vigor por um ano, foi que a medida pouco ajudava no trânsito da cidade e não saiu do papel em momento algum.

Em Ilhabela uma única avenida interliga os bairros e em finais de semana prolongados forma-se inevitavelmente um grande congestionamento entre as praias e no acesso à balsa. "Essa lei na verdade nunca foi aplicada, porque não há controle exato do numero de veículos que entra e sai da ilha. O que houve foi uma divulgação negativa do município". Para o novo prefeito, a lei mais atrapalhava o turismo que ajudava. Ele vai propor novas medidas para organizar o trânsito da cidade, como um rodízio de veículos.

Assim como fez com a polêmica lei que limita a quantidade de carros no município, Colucci também pretende extinguir a lei que permite a cobrança da Taxa de Preservação Ambiental. Carros que entram na ilha pagam R$2. Para Colucci essa lei gera mais prejuízos do que receita para a administração. "Queremos saber para onde vai esse dinheiro e mais transparência nessa questão".

Compartilhe: