UOL Viagem

15/08/2008 - 08h23

Inglaterra quer vigiar saída de brasileiros em Cumbica

Em Brasília
O governo britânico quer impor aos brasileiros a necessidade de visto de entrada, a partir de 2009, e admite até criar um constrangimento diplomático para que isso ocorra.

Conforme adiantou o jornal "O Estado de S. Paulo", o primeiro passo foi dado há dois meses, quando o Brasil foi colocado, sem nenhuma negociação prévia, numa lista de países "suspeitos", pelo alto índice de imigrantes ilegais ou de outros crimes. O Reino Unido exige ainda que o país aceite "mecanismos de mitigação", como colocar um policial britânico na imigração do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.

Esse "oficial de ligação internacional" daria treinamento às companhias aéreas sobre passaportes e identificação de fraudes. Exige-se também que as agências de turismo, para que não funcionem como "facilitadoras" de ilegais, entrevistem os clientes e não vendam passagens a quem apresentar indícios de que não seja um "visitante genuíno", empresário, turista ou estudante.

No dia 3 de julho, em carta entregue pessoalmente pelo embaixador Peter Collecott aos ministros Celso Amorim (Itamaraty) e Tarso Genro (Justiça), o governo britânico explicita a ameaça. "A menos que trabalhemos juntos nos próximos seis meses, não teremos outra opção a não ser introduzir um regime de vistos para o Brasil."

Na carta assinada pelos ministros das Relações Exteriores, David Miliband, e do Interior, Jacqui Smith, o governo britânico diz que "está seriamente preocupado" com o número de brasileiros "que permanecem além do permitido e/ou trabalham ilegalmente no Reino Unido".

Por causa desse diagnóstico, dentro de uma política que analisa países segundo critérios como imigração, criminalidade, terrorismo e outros riscos de deslocamento, Londres incluiu o Brasil em um "estágio probatório" de seis meses, o Visa Waiver Test.

A carta afirma que devem existir "150 mil ilegais brasileiros no Reino Unido". Em 2006, segundo o Itamaraty, 5 mil brasileiros foram impedidos de entrar no Reino Unido. Em números redondos, o Brasil tem hoje 4 milhões de cidadãos imigrantes, ante 870 mil estrangeiros que residem aqui.

Do total de imigrantes brasileiros, 1,5 milhão deles vivem nos Estados Unidos, 400 mil no Paraguai, 400 mil no Japão e a maioria dos demais na União Européia (UE), no Canadá e na Austrália. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Compartilhe: