UOL Viagem

20/03/2008 - 20h03

Ilhabela (SP) implanta taxa ambiental sem transtornos

De Ilhabela (SP)
O primeiro dia de cobrança da taxa ambiental em Ilhabela e da restrição de veículos no município do litoral norte paulista foi tranqüilo. As duas novas leis, que prevêem a cobrança de R$ 2,00 para carros e motos e a restrição em até 10 mil veículos na ilha, entraram em vigor nesta semana, mas não provocaram nenhum impasse por enquanto.

Por volta do meio-dia desta quinta, o tempo de espera na fila da balsa era de 45 minutos. No final do dia, segundo a Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), a fila chegava a 500 metros, mas não houve nenhuma restrição, já que passaram pela travessia 1.600 carros. "Foi tudo tranqüilo, não tivemos problema algum", disse o secretário municipal de Turismo, Ricardo Fazini.

O maior movimento é esperado entre sexta e sábado. Segundo a previsão da secretaria municipal de Turismo, ao menos 60 mil turistas são esperados em Ilhabela no feriado prolongado de Páscoa. A Dersa, responsável pela travessia entre São Sebastião e Ilhabela, prevê a circulação de cerca de 22,5 mil veículos nos dois sentidos. Cinco balsas estarão operando a travessia.

De acordo com a Associação Comercial e Empresarial de Ilhabela, cerca de 80% dos hotéis estão lotados. Segundo a lei que restringe os veículos ao município, as pessoas que comprovarem ter estadia reservada na rede hoteleira terão a entrada liberada. A prefeitura passou a cobrar a Taxa de Preservação Ambiental para investir em projetos de educação ambiental, limpeza e conservação das áreas ambientais protegidas. (Simone Menocchi)

Compartilhe: