UOL Viagem

29/01/2008 - 12h27

Cerca de 85% escolheriam trem-bala para viajar entre SP e Rio, diz Ibope

De São Paulo
Uma pesquisa realizada pelo Ibope, a pedido da Secretaria Estadual de Transportes do Rio, confirmou que o projeto do trem-bala entre Rio e São Paulo seria bem recebido pela população. Cerca de 86% das pessoas entrevistadas disseram que escolheriam o trem a outros meios como carro, ônibus ou avião para viajar de uma cidade a outra. Os entrevistados citaram vantagens como rapidez, conforto, segurança e a ausência de congestionamentos como motivos para a escolha do trem-bala.

Os pesquisadores do Ibope ouviram a opinião de moradores do Rio e de São Paulo, com idade entre 18 e 65 anos, de classes sociais e grau de escolaridade diferentes e que fazem o percurso por motivos também adversos. A maioria, 95%, acredita que o trem-bala tornaria melhor a viagem entre as duas principais cidades do país. Além disso, 87% afirmaram que usarão o trem quando o sistema estiver funcionando e 71% disseram que se o trem-bala já existisse iriam com mais freqüência para o estado vizinho.

Mais da metade dos entrevistados (58%) informaram ainda que, mesmo se o preço da passagem de avião fosse mais em conta do que a do trem, escolheriam o trem. Se o valor da passagem fosse de R$ 120,00, 63% dos entrevistados optariam pelo transporte sobre trilhos. Em nota, o secretário de Transportes do Rio, Julio Lopes, que idealizou a pesquisa, afirma que os dados mostram que o trem de alta velocidade é um desejo da população, o que só aumenta a urgência de execução do projeto, que foi incluído pelo governo federal no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

O levantamento também mostrou que a maioria das pessoas (55%) é a favor de que o trem faça paradas ao longo do caminho. Mesmo aumentando o tempo da viagem em aproximadamente 50 minutos. O governo estuda construir estações em Volta Redonda, Resende, Taubaté, São José dos Campos, Guarulhos, além de Campinas, para onde a linha seguiria depois de passar pela capital paulista.

Investimentos

A previsão de Lopes é de que os estudos de viabilidade e modelagem do projeto estejam prontos até agosto deste ano. A licitação para a obra está prevista para o primeiro semestre do ano que vem. Os investimentos para construção dos 518 km de linha devem atingir U$ 11 bilhões. Pelos cálculos da secretaria de Transportes do Rio, só em 2015 o projeto deverá estar concluído.

Compartilhe: