UOL Viagem

25/01/2008 - 17h18

Dólar comercial fecha em alta de 0,17% a R$ 1,787

O dólar comercial subiu 0,17% e fechou a sexta-feira a R$ 1,787. O mercado doméstico de câmbio teve operações somente no segmento interbancário (entre os bancos) hoje, tendo em vista que a Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) ficou fechada em razão do feriado municipal de São Paulo, que comemora seus 454 anos de fundação. Ontem o dólar recuou 2,25% a R$ 1,785 no fechamento.

Após a confirmação ontem do pacote de estímulo de US$ 150 bilhões nos Estados Unidos na tentativa de evitar uma recessão no país, os investidores começaram a sexta-feira com um sentimento mais confiante. Mas as cotações da moeda americana acabaram sendo pressionadas para cima pela virada para o negativo das Bolsas em Nova York, à tarde, que carregou junto os mercados europeus.

Um informe divulgado sobre o plano de demissão de funcionários do banco de investimentos Goldman Sachs provocou fortes vendas de ações do setor financeiro em Wall Street. Além disso, a Casa Branca alertou que será "desastroso" se o Senado fizer algo para desacelerar ou destruir o acordo e que o pacote não será tão eficaz se os democratas do Senado adiarem sua aprovação.

Poucos negócios

No Brasil, com o feriado em São Paulo e as Bolsas brasileiras fechadas, o atendimento cambial foi restrito a outras praças. As tesourarias bancárias realizaram operações comerciais (importação e exportação) e financeiras. Mas o fluxo cambial reduzido ajudou a minguar a liquidez. O giro total à vista diminuiu 82%, para cerca de US$ 459 milhões, ante US$ 2,617 bilhões ontem.

O Banco Central divulgará na segunda-feira as contas externas, com resultados da conta corrente de capitais e de investimento estrangeiro, ambos de dezembro e fechado de 2007. Na próxima quinta-feira, o BC divulgará a ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) realizada esta semana, em que manteve a taxa Selic (juro básico da economia brasileira) em 11,25% ao ano. (Silvana Rocha)

Compartilhe: