UOL Viagem

23/01/2008 - 12h38

Bebida é vendida em restaurantes de estradas de SP

De Itu (SP)
O motorista que quiser tomar uma cerveja gelada, uma caipirinha ou mesmo uma taça de vinho na estrada não encontra dificuldade, apesar de a venda de bebidas alcoólicas nas rodovias paulistas estar proibida há quase dez anos. Restaurantes e lanchonetes instalados em postos de serviço nas margens da Castelo Branco, uma das cinco melhores rodovias do país, segundo estudo da CNT (Confederação Nacional do Transporte), acharam um jeitinho de burlar a lei.

A reportagem percorreu trechos da estrada ontem e apurou que, em alguns estabelecimentos, a venda de bebidas é feita por baixo do pano. As latas de cerveja são retiradas de refrigeradores escondidos sob o balcão. Em outros, a venda é explícita. Uma lei estadual de 1996, regulamentada em 1999, proíbe a venda de bebidas alcoólicas em estabelecimentos localizados em terrenos contíguos à faixa de domínio e com acesso direto às rodovias.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou que os estabelecimentos flagrados expondo ou vendendo bebidas são autuados e, em caso de reincidência, podem ser fechados. Mas o órgão perde o poder de atuação quando o local muda sua inscrição da rodovia para uma via municipal. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Compartilhe: