UOL Viagem

16/01/2008 - 14h18

MT começa a ter falta de vacinas para febre amarela

As policlínicas de Cuiabá (MT) já sofrem com a falta de vacinas contra a febre amarela. Na sala da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no aeroporto, um cartaz informa que falta a vacina. A procura foi grande porque a cidade é porta de entrada para o Pantanal, Cerrado e Amazônia. As autoridades de Saúde de Mato Grosso aguardam a chegada de 300 mil doses para normalizar a situação. Também há preocupação em Maceió, onde os postos ficaram 24 horas sem a vacina. O atendimento foi normalizado apenas hoje.

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal deve começar amanhã a treinar 100 soldados do Exército que vão combater a febre amarela nas áreas rurais de Brasília. Eles vão receber informações sobre contágio e eliminação de focos de mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da febre amarela e da dengue. "Para ir a campo, primeiro tem de fazer o treinamento. A partir de segunda-feira, eles já estarão atuando junto aos agentes de saúde", diz o coronel Rodrigues Lima. As informações são do Jornal Hoje, da TV Globo. (Solange Spigliatti)

Compartilhe: