UOL Viagem

14/08/2007 - 16h35

Dólar encerra a R$ 1,985, em alta superior a 2%

São Paulo - O dólar registrou forte alta em relação ao real hoje. No mercado interbancário, o dólar comercial subiu 2,16% e fechou cotado a R$ 1,985. O dólar negociado à vista no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros avançou 2,19%, também para R$ 1,985.

As preocupações com uma crise no mercado imobiliário ganharam novos contornos hoje nos EUA, depois de a Wal-Mart, maior varejista do mundo, reduzir a previsão de lucro para 2007. O alerta da varejista é um sinal de que os problemas no mercado imobiliário podem reduzir o nível de consumo norte-americano. Por causa desse temor os investidores voltaram a migrar das bolsas de valores para o mercado de títulos do Tesouro dos EUA (Treasuries).

O estresse nos mercados até levou o Banco Central a não realizar o tradicional leilão diário de compra da moeda norte-americana. O BC não fez leilão hoje, segundo um operador, por causa da forte alta do dólar. Neste ano o BC não realizou leilão de compra de dólar em apenas três dias, além de hoje: em 25 de janeiro, por causa do fechamento dos mercados em São Paulo devido ao feriado municipal; em 19 de fevereiro, que foi uma segunda-feira de carnaval; e no dia 9 de julho, que também foi feriado no Estado de São Paulo e não houve negócios no mercado financeiro paulista.

A forte alta do risco Brasil e dos países emergentes também contribuiu para a firme correção do dólar. Às 16h30, o risco Brasil estava na máxima do dia, em alta de 4,23% (8 pontos), a 197 pontos-base, enquanto o risco de países emergentes avançava 4,39% (9 pontos), a 214 pontos-base. (Silvana Rocha)

Compartilhe: