UOL Viagem

28/06/2007 - 23h30

Congonhas reabre pista nesta sexta com vôos reduzidos

São Paulo - O Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, volta a operar normalmente nesta sexta-feira, mas com número de pousos e decolagens reduzidos. As 48 operações médias feitas antes da reforma das pistas devem passar para 44. "Serão 38 slots para a aviação comercial. A aviação geral vai trabalhar com slots de oportunidade, totalizando, em média, 44 movimentos por hora", disse fonte do governo.

A proposta de reduzir o número de operações no aeroporto mais movimentado da América do Sul foi da Aeronáutica. A restrição é para evitar os atrasos hoje provocados pela falta de pontos de estacionamento (hoje são 25) em relação ao tempo que as aeronaves permanecem em solo, 40 minutos. O aumento do número de locais para estacionamentos está previsto para o final de 2008, totalizando 33. A obra é da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero).

Mesmo com movimento menor, os primeiros dias de liberação da pista principal devem provocar atrasos. Isso porque, para não fugir ao calendário previsto de término da obra, o presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira, decidiu inaugurar a pista principal sem terminar a pavimentação da via de taxiamento (taxiway) que liga o pátio à cabeceira 17. Essa última reforma, cuja necessidade foi detectada só esta semana, retardaria em 3 dias a liberação da pista. O problema da falta da taxiway é que os aviões terão de fazer uma manobra de 180 graus na cabeceira, pois eles vão entrar por uma via a 150 metros da cabeceira, e depois terão de virar. O procedimento fará os aviões ficarem um minuto e meio a mais no solo.

Compartilhe: