UOL Viagem

14/05/2007 - 18h10

Greve de funcionários do Ibama atrapalha turismo no AM

Manaus - Agentes de viagem do Amazonas reclamam da greve do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), porque as sete unidades de conservação no Estado, com visitação diária e garantida dos turistas, estão fechadas há uma semana. "Estamos perdendo dinheiro: há turistas que vêm de longe para conhecer o Jaú (a noroeste de Manaus) e que se surpreendem com o fechamento do parque", contou o guia turístico Luis Walter Silva.


De acordo com a assessoria de imprensa do Ibama, como não há como fiscalizar a visitação nas unidades de conservação, a solução foi fechar os parques até o fim da greve, que no Amazonas completa hoje dez dias.


O Amazonas foi o Estado pioneiro na greve, começada em 4 de maio. Os 280 funcionários do instituto fazem reuniões semanais para informes da greve e, segundo um dos coordenadores do movimento, o analista ambiental Marcelo Dutra, com a entrada hoje de outros Estados no movimento, ele "ficará imbatível". "Nesses onze dias, apenas terminamos uma fiscalização com a Polícia Federal no interior do Estado, mas nenhuma outra ação foi realizada, não houve furo de greve", afirmou.

Liège Albuquerque

Compartilhe: