Arte na rua, sorvetes e design em 36 horas em Milão, na Itália

Ingrid K. Williams

New York Times Syndicate

As aparências importam em Milão. Para uma prova, basta caminhar diante das atrações turísticas: a majestosa catedral gótica, a imponente casa de ópera Teatro alla Scala, os milaneses bem vestidos (sim, eles também são uma atração). Mas o verdadeiro charme da cidade mais cosmopolita da Itália é sua recusa em se apoiar nesses belos tesouros. A poucas quadras da obra-prima de Leonardo da Vinci do século 15, "A Última Ceia", um projeto ambicioso está se aproximando da conclusão: CityLife, um novo bairro central que conta com um trio de arranha-céus futuristas, deslumbrantes. E nos preparativos para a Expo 2015, a cidade já está florescendo com novos museus e restaurantes. Em Milão, o futuro da Itália já está em exposição.

Sexta-feira

16h30 - Templo do design
Design é uma religião em Milão, então comece fazendo reverência no grande altar que é o Triennale Design Museum (Viale Alemagna, 6; 39-02-724-341; triennale.org). O museu, à beira da Parco Sempione, é o primeiro dedicado exclusivamente ao design italiano. Onde mais você poderia encontrar uma garrafa gigante de Campari dentro de uma réplica brobdingnagiana de uma sandália Ferragamo em tons de arco-íris? O ingresso especial nas noites de quinta e sexta-feira permitem que você prove outro ritual sagrado milanês, o aperitivo pré-jantar, no novo DesignCafe no piso térreo.

20h30 - O primeiro jantar
Zucca e Melone (Via Gian Giacomo Mora, 3; 39-02-8945-5850; ristorantezuccaemelone.it) é um restaurante prazeroso que abriu no ano passado, com um ar fresco de casa de fazenda e uma decoração encantadoramente absurda (pense em paredes verdes e violetas com cadeiras pintadas de laranja, amarelo e púrpura). E o cardápio é tão criativo quanto o esquema de cores. O strudel tradicional é reimaginado como um saboroso aperitivo com cebolas caramelizadas e creme taleggio (12,50 euros, ou US$ 17,60, com o euro cotado a US$ 1,41), enquanto o tortelli recheado com abóbora é coberto com manteiga de sálvia, pecorino e migalhas de biscoito (14,50 euros).

23h - Um homem, um plano, Navigli
Dê uma "passeggiata" pós-refeição – é necessário – além da Porta Ticinese, até os canais brilhantes e bares à beira do lago do bairro de Navigli. Projetados em parte por Leonardo, os canais estreitos foram negligenciados por décadas, mas recentes esforços de conservação provocaram uma ascensão da área como um dos destinos de vida noturna mais quentes da cidade. Procure o Spritz (Ripa di Porta Ticinese 9; 39-02-8339-0192; spritz-navigli.it) para o drinque que dá nome ao lounge, um clássico italiano. Então vá ao El Brellin (Alzaia Naviglio Grande, 14; 39-02-5810-1351; brellin.it) para uma taça de vinho no jardim, ou ao aconchegante bar Al Coccio (Alzaia Naviglio Pavese, 2; sem telefone), para uma cerveja Baladin. Depois disso, é por sua conta.

Sábado

10h - Garoto novo na piazza
Após anos de restauração, a resplandecente fachada de mármore branco da alta catedral gótica de Milão, a Duomo, está brilhando como nova. Mas ultimamente, todos os olhos estão voltados para seu vizinho na piazza, o Museo del Novecento (Piazza Duomo; 39-02-8844-4061; museodelnovecento.org), que abriu em dezembro no reformado Palazzo dell'Arengario. Um interior notavelmente moderno conta com uma rampa em espiral que leva os visitantes até as galerias, onde uma grande coleção de arte italiana do século 20 inclui Umberto Boccioni, Carlo Carrà e muitos outros. Mas a atração principal é a vista do último andar, onde janelas do chão ao teto emolduram um panorama deslumbrante da Piazza Duomo.

  • Chris Warde-Jones/The New York Times

    Em um projeto chamado "Sopra il Sotto", cinco artistas de rua projetaram 20 tampas de bueiro que foram instaladas ao longo da Via Montenapoleone

12h30 - Um sucesso siciliano no almoço
As vistas também são soberbas no movimentado novo restaurante no terceiro andar do museu, o Giacomo Arengario (Via Marconi, 1; 39-02-7209-3814; giacomoarengario.com) – desde que você consiga uma mesa no terraço. Se não, console-se com um cannoli no próximo Antica Focacceria San Francesco (Via San Paolo, 15; 39-02-4507-1057; afsf.it), um ponto estilo café, bom para famílias, que serve especialidades sicilianas como arancini recheado com ragù, caponata com alcaparras e fatias finas de sfincione. Este endereço, que abriu em 2009, foi a primeira filial da loja original de 176 anos de Palermo, um estabelecimento famoso por sua recusa em pagar o pizzo (o dinheiro de proteção da Máfia).

14h - Arte de rua
Você pode não estar com ânimo para provar moda após o almoço, mas mesmo assim há um motivo para visitar a Via Montenapoleone, a principal avenida do distrito de alta moda de Milão. Aqueles que ditam moda passam diante das vitrines cintilantes da Gucci, Pucci e Prada, mas para o melhor estilo de rua, olhe para baixo. Em um projeto chamado "Sopra il Sotto", cinco dos maiores artistas de rua do mundo, incluindo Shepard Fairey e Space Invader, projetaram 20 tampas de bueiro que saltam aos olhos, que foram instaladas ao longo da rua elegante. Os mosaicos coloridos e desenhos sorrindo no chão permanecerão até dezembro de 2011, então fique de olho onde pisa.

15h30 - Nouveau Gelato
Ainda demorará horas para o jantar, então passe na Il Gelato Centogusti (Piazzale Lagosta; 39-02-6900-9770; centogusti.it) para um agrado doce para sustentar você até mais tarde. Esta sorveteria espaçosa tem 100 sabores entre os quais escolher, incluindo criações não convencionais como creme de aipo e gergelim preto. Opções demais para você? Experimente então a mais nova sorveteria da cidade, a Officine del Gelato (Viale Montenero, 46; 39-02-5990-4118; officinedelgelato.com), uma pequena loja aberta em junho, que serve sorvetes feitos com ingredientes naturais.

16h30 - Arte e design
Definitivamente não é Ikea. No Spazio Rossana Orlandi (Via Matteo Bandello 14/16; 39-02-467-4471; rossanaorlandi.com), cada canto deste amplo espaço – loja de varejo, showroom e galeria – está repleto de peças fantásticas de arte como design e design que parece arte. A proprietária, Rossana Orlandi, uma apoiadora fervorosa de designers emergentes de todo o mundo, é curadora de uma mistura eclética de peças. Que tal uma estátua de porco azul para o gramado da frente (1.200 euros)? Ou uma cabeça de cervo bordada (8 mil euros) para pendurar em cima da lareira?

20h - Variedades de risoto
Na região da Lombardia (da qual Milão é a capital), o arroz tradicionalmente está acima da massa como prato preferido, e o risoto é uma especialidade suntuosa. Para um sabor autêntico, pegue o metrô M1 (vermelho) até a estação Pasteur e siga para o Da Abele (Via Temperanza, 5; 39-02-261-3855), uma trattoria despretensiosa a nordeste do centro da cidade. Apenas três risotos são oferecidos a cada noite, mas com as opções mudando diariamente, as mesas de madeira escura deste favorito local ficam sempre lotadas. Em uma noite recente, o cardápio colocou um risoto fragrante de espinafre, pera e gorgonzola contra uma versão cremosa com salsão, bottarga e queijo Montasio (9 euros cada).

22h30 - Arte líquida
Como você já se afastou do centro, aproveite a noite e siga para a Birrificio Lambrate (Via Adelchi, 5; 39-02-7063-8678; birrificiolambrate.com), a primeira cervejaria artesanal de Milão. Você saberá que chegou quando avistar a clientela em uma rua lateral estreita usando os carros estacionados como descanso de copo improvisado. Você pode abrir caminho à força (educadamente) até o bar, pedir um quartilho de Domm, uma weizen ao estilo da Baviera, ou uma pale Montestella (5 euros cada). Prefere não ter dificuldade para chegar até sua bebida? A cena no próximo Gusto Arte Vino, ou GAV (Via Accademia, 56; 39-02-2890-1370; gustoartevino.it), um bar de vinho chique com paredes enfeitadas com arte, certamente é mais tranquila.

Domingo

9h - Polimento corporal
Submerja em esmeralda e ouro no sereno spa subterrâneo do Bulgari Hotel (Via Privata Fratelli Gabba 7b; 39-02-805-8051; bulgarihotels.com). Chegue cedo para um mergulho solitário na piscina cintilante e para a quente sauna turca sem perturbação, antes de se submeter a uma massagem de aromaterapia (120 euros). Você sairá relaxada e polida como uma pedra preciosa de um alto joalheiro.

  • Chris Warde-Jones/The New York Times

    Os canais estreitos do bairro Navigli foram negligenciados por décadas, mas recentes esforços de conservação provocaram uma ascensão da área como um dos destinos de vida noturna

Meio-dia - Espaço espacial
Siga para o norte até os limites da cidade, onde uma antiga fábrica foi transformada no HangarBicocca (Via Privata Chiese 2; 39-02-6611-1573; hangarbicocca.it), um espaço cavernoso repleto de instalações de arte hipnóticas, em grande escala. É uma espécie de jornada, mas que vale a pena ser feita. A área principal de exposição é uma cena escura, tipo lunar, dominada pela monumental obra "Os Sete Palácios Celestiais" de Anselm Kiefer. Ao redor das sete torres colossais de Kiefer brotaram exposições que mudam constantemente, com obras inovadoras como esculturas em cera derretida, andaimes invertidos e uma enorme imagem de uma velha feita de vidro fotossensível. Quando você atingir sua cota diária de deslumbramento, descanse da experiência com um brunch (20 euros) no HB Bistrot, o café local.

O básico

Aberto em 2010, o Hotel Milano Scala (via dell'Orso, 7; 39-02-870-961; hotelmilanoscala.it) explora o tema da ópera, mas os esforços ecológicos do hotel moderno não são encenação. Quartos duplos a partir de 170 euros (US$ 240).

Perto da Duomo e vizinho do Peck, um empório de alimentos e vinho, o Hotel Spadari al Duomo (Via Spadari, 11; 39-02-7200-2371; spadarihotel.com), repleto de arte, pode contar com a melhor localização da cidade. Quartos duplos a partir de 230 euros.

Para luxo sutil, nada supera o Bulgari Hotel Milan (Via Privata Fratelli Gabba 7b; 39-02-805-8051; bulgarihotels.com). Em uma rua privada ao lado do jardim botânico, o hotel é uma joia calma em uma cidade agitada. Quartos duplos a partir de 520 euros.

Tradutor: George El Khouri Andolfato

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos