menu
Topo

Viagem

Resort de águas termais no Japão aposta em turistas estrangeiros

iStock
As termas em Beppu, no Japão Imagem: iStock

Masahiro Hidaka

02/04/2018 12h57

A cidade de Beppu, no oeste do Japão, é conhecida por suas fontes de águas termais, e hotéis e resorts estão disputando para atrair turistas em uma região famosa por visuais como os "Infernos de Beppu", diversas piscinas naturais coloridas e extremamente quentes.

Diante da estagnação do número de visitantes japoneses nos resorts, as redes de hotéis locais e internacionais estão se expandindo para aproveitar o boom de turistas estrangeiros.

Leia mais

O número de turistas caiu em 2016 após um terremoto em Kumamoto, uma cidade próxima, mas se recuperou e bateu um recorde em 2017. Os sul-coreanos deram impulso a um crescimento de 130 por cento no número de estrangeiros que se hospedaram em Beppu nos últimos cinco anos.

Nos cinco anos das iniciativas de revitalização econômica sob o comando do primeiro-ministro Shinzo Abe, o boom do turismo no Japão tem sido um sucesso notável, mas outras áreas, como o crescimento salarial e a inflação, apresentam resultados dispares. O número de turistas estrangeiros cresceu tanto que está ajudando a diminuir déficits crônicos na conta de serviços do Japão.

O impacto em Beppu é percebido claramente no investimento em hotéis. A InterContinental Hotels Group é uma das empresas que pretende aproveitar isso. Sua joint venture com a All Nippon Airways abrirá um hotel de luxo com 89 quartos no ano que vem.

"Beppu é um dos resorts de águas termais mais famosos do mundo, mas não tinha nenhum hotel de luxo de renome internacional", disse Hans Heijligers, CEO da ING ANA Hotels Group Japan. "O mercado de japoneses ricos é muito atraente, e o turismo interno também está crescendo."

A Hoshino Resorts, uma rede nacional de hotéis de luxo, está construindo um novo hotel, e a Oedo Onsen reformou um hotel antigo que foi inaugurado em julho do ano passado. O atual boom hoteleiro aumentará o número de quartos na cidade de 4.400 atualmente para 5.030 em 2019, segundo a Associação de Ryokans e Hotéis da Cidade de Beppu.

Como cinco jogos da Copa do Mundo de Rugby do ano que vem serão disputados em Oita, cidade vizinha, talvez esses quartos sejam necessários.

O maior hotel da cidade não está preocupado com os novos investimentos e os novos concorrentes. "A cidade é atraente, e nós damos as boas-vindas a esses investimentos. Podemos ganhar dinheiro se eles vierem para cá e tornarem a cidade ainda mais atraente", disse Koichi Sasaki, gerente-geral do Suginoi Hotel and Resort, que tem 647 quartos. O hotel tem uma taxa de ocupação de 100 por cento desde 2014 e está reformando seu espaço para conferências.

* Com a colaboração de James Mayger e Connor Cislo

Mais Viagem