Viagem

Como encontrar o melhor bar de qualquer cidade do mundo

Divulgação/MGM Resorts International
Veja onde fazer uma parada para um drink Imagem: Divulgação/MGM Resorts International

Mark Ellwood

da Bloomberg

08/12/2017 09h13

Igor Hadzismajlovic é cofundador do Employees Only, o premiado bar de coquetéis artesanais de West Village, Nova York, aberto em 2004 e objeto do documentário Hey Bartender. Ele ajudou a liderar a recente expansão global do bar, abrindo filiais em Miami, Cingapura e Hong Kong.

Veja também

Nos 12 meses desde a inauguração das filiais da EO em Cingapura e Hong Kong, Hadzismajlovic fez 15 viagens entre elas e atualmente mora na Ásia com a esposa. Ele também viaja com frequência para verificar como anda o carro-chefe Employees Only em Nova York.

Como conquistar o funcionário da empresa aérea — e passar para a classe executiva.

"Dev Johnson, provavelmente o barman mais charmoso do Employees Only de Nova York, me deu uma dica uma vez: comprar chocolates no Duty Free antes do voo e entregá-los aos comissários de bordo ao embarcar. Dev sempre fazia isso. Quando eles olham as passagens e perguntam 'esquerda ou direita?', ele responde: 'Isso é pra vocês, pessoal.' Eles são muitas vezes ignorados e desprezados, por isso se surpreendem de verdade quando você aparece com um presentinho. Você vai ver como o serviço de bordo será melhor — terá algumas vantagens a um preço bem baixo."

"Eu faço algo parecido. Sempre tento chamar as pessoas pelo nome que aparece no crachá. Você poderia pensar que isso é comum, mas não pode imaginar como reagem. Você já não recebe aquele 'sorriso automático'. Uma vez consegui um upgrade do nada para a classe executiva. Trabalhei a noite toda e estava pegando um voo de 8 horas da Emirates via Dubai para Jacarta. A funcionária que fez meu check in no JFK me viu — desgrenhado e um pouco bêbado, para ser honesto —, mas eu a chamei pelo nome. Fui o último passageiro a fazer check in e ela me mandou para a classe executiva na sequência. Foi um gesto bacana e nada difícil para ela."

Como encontrar a melhor vida noturna e os bares mais bacanas de uma cidade desconhecida.

"Se você quiser ficar por dentro da vida noturna de uma cidade nova entre no bar recomendado pelo seu hotel no início de uma noite lenta e se apresente. É quando o bar está mais silencioso, há pouco movimento e os atendentes podem conversar um pouco. Basta perguntar para onde ir!"

Sim, você ainda tem que dar gorjeta.

"Mesmo em países onde não existe o costume de dar gorjeta, ainda gosto de dar. É uma coisa de carma. E, claro, você ficaria surpreso com a quantidade de portas que se abrem — e em troca de pouco dinheiro. Em uma viagem a Roma, dei gorjeta para o cara do bar. Era terça-feira à noite, acho. Quando voltamos na sexta-feira, o lugar estava cheio e havia fila para entrar, mas nos tiraram dela e nos levaram para dentro como celebridades."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem

Topo