Viagem

Resgate de turistas em Machu Picchu

26/01/2010 13h01

Chuvas torrenciais mataram uma mãe e um bebê em Machu Picchu, a antiga cidade do império Inca, no Peru.

Milhares de turistas ficaram ilhados na pequena localidade. O governo peruano ordenou a evacuação de quase 2 mil visitantes em helicópteros, com a ajuda do Exército.

Segundo relatos, alguns estão até dormindo na rua e pedindo dinheiro para comida, depois de esgotar o dinheiro das férias.


Mais de 40 deslizamentos de terra bloquearam a ferrovia que liga as ruínas incas ao resto do país.

Os moradores de Cuzco, a antiga capital inca, e arredores são os que mais sofrem as conseqüências das chuvas. A cidade foi declarada em estado de emergência.

No sudeste do país, até 3 mil pessoas tiveram suas casas destruídas. Segundo as autoridades peruanas, esta é a maior chuva na região em uma década.

Centenas de hectares de colheitas, principalmente de milho, foram alagadas com o sangramento dos rios.

Além disso, existe o temor de que os sítios arqueológicos peruanos, que atraem milhões de turistas por ano, também tenham sido destruídos. Alguns, sem possibilidade de reparo.

Segundo a previsão, não há sinais de diminuição das chuvas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo