Viagem

Clube Tropicana, em Havana, faz 70 anos

Em meio a plumas e muito ritmo, o Clube Tropicana, a famosa casa noturna da capital de Cuba, Havana, comemorou 70 anos de existência.

Cerca de 850 pessoas assistiram a um show especial que incluiu uma grande orquestra, um contorcionista e vedetes.

O clube atraiu astros do cinema e outras celebridades logo que abriu, em dezembro de 1939.

A vice-ministra do Turismo de Cuba, Maria Elena Lopez, disse que o Tropicana é "uma das mais importantes atrações turísticas" do país.

O diretor da casa, David Varela, disse que ele atraiu 200 mil visitantes só em 2008, embora este ano o número pode ter sido menor por causa da crise econômica.

Show e jantar costumam ter preço mínimo de US$ 80.

"Eu não poderia ter vindo a Cuba sem ir ao Tropicana", disse o turista italiano Antonio Conti. "Perder isso seria impossível."

No passado, a audiência tinha figuras tão famosas como as do palco. Marlon Brando, Sammy Davis e Greta Garbo foram ao Tropicana.

No palco já se apresentaram Edith Piaf e Ofelia Fox.

Depois da Revolução Cubana, em 1959, o Tropicana, assim como muitos outros hotéis e cassinos famosos, foram estatizados.

Vários deles faliram mas o Tropicana acabou fortalecido. Hoje ele não abriga mais jogos de azar, mas mantém o glamour e as vedetes.


ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo