Viagem

Funeral simbólico marca 'morte' de Veneza

14/11/2009 22h08

Moradores de Veneza, na Itália, realizaram, neste sábado, um funeral simbólico para alertar para o declínio da população da cidade.

Os participantes do evento carregaram um caixão vazio em uma procissão de barco até a Prefeitura.
  • BBC

    Caixão vazio foi levado em barco até a Prefeitura


A população de Veneza diminuiu dois terços desde 1950, passando de 180 mil para 60 mil.

Muitos culpam o turismo e a valorização imobiliária pelo êxodo da população.

O organizador do funeral simbólico, Matteo Secchi, disse à BBC que a cidade mudou para pior.

"Há dois anos nós prometemos que quando tivéssemos menos de 60 mil habitantes faríamos um funeral para a cidade, porque uma cidade com essa quantidade de moradores não é mais uma cidade, é um vilarejo", disse Secchi.

Para autoridades de Veneza é "prematuro" dizer que a cidade está morrendo.

Mara Rumiz, encarregada da demografia de Veneza, disse que as cifras consideradas pelos organizadores do funeral ignoram as 120 mil pessoas que moram nas ilhas de Veneza, como Murano e Lido.

Ela concordou que a administração da cidade tem de fazer mais estimular que pessoas morem na cidade e evitar que o local se torne apenas um destino turístico.

Durante o funeral simbólico, cientistas do Worcester Polytechnic Institute em Massachusetts recolheram amostras de DNA de 5 mil moradores para investigar a origem dos venezianos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo