Museu Britânico abre megaexposição sobre último imperador asteca

O Museu Britânico inaugura nesta quinta-feira uma megaexposição que mostra a trajetória e o legado do último imperador dos astecas, Montezuma 2º, que reinou no México entre 1502 e 1520.
  • Reprodução/BBC

    Exposição mostra a trajetória e o legado do último imperador dos astecas, Montezuma 2º, que reinou no México entre 1502 e 1520

A mostra "Moctezuma: Aztec Ruler" ("Montezuma: Imperador Asteca", em tradução livre) é a mais recente exposição do museu de sua série sobre poder e impérios.

Entre os objetos da mostra estão uma rebuscada máscara feita de ouro e turquesa, considerada um dos melhores exemplos da arte asteca.

Montezuma herdou e consolidou o poder asteca sobre um complexo império político que se estendia do Oceano Pacífico ao Golfo do México.

O experiente general foi nomeado comandante militar e ganhou as maiores condecorações de guerra antes de ser eleito líder supremo em 1502.

No entanto, se por um lado o imperador era considerado um semideus por seus súditos, foi durante o seu reinado que o império asteca ruiu diante dos invasores espanhóis, abrindo o caminho para a formação do México moderno.

A mostra tem o apoio da ArcelorMittal e foi idealizada com o apoio do Instituto Nacional para Antropologia e História da Cidade do México.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos