Viagem

Badaladas do Big Ben completam 150 anos

Uma enorme mensagem de aniversário foi projetada na torre do Parlamento britânico que abriga o relógio e o sino conhecido como Big Ben, na noite deste sábado, para marcar os 150 anos da sua primeira badalada.

O sino soou pela primeira vez na primeira hora de 11 de julho de 1859.

A data também está sendo marcada por uma série de eventos que devem ocorrer ainda este ano.

Em um deles, crianças e voluntários vão explorar a torre do relógio e pesquisar sua história.

História tortuosa

A torre no Palácio de Westminster foi concluída em 1859 e logo se tornou a parte mais famosa do edifício projetado pelo arquiteto Charles Barry para substituir o antigo Parlamento, destruído por um incêndio em 1834.

Mas o Big Ben teve uma história tortuosa.

O primeiro sino se quebrou quando estava sendo testado, dois anos antes da construção da torre.

Seu substituto chegou a ser instalado, mas se estragou com apenas dois meses de uso.

Nos quatro anos seguintes, o Big Ben permaneceu silencioso, até que foram feitos consertos e modificações.

Desde então, é um dos mais famosos símbolos da Grã-Bretanha, mesmo sendo alvo de danos por parte de pássaros, do mau tempo e de operários.

"Depois de 150 anos, o Big Ben continua tendo um lugar especial no coração dos londrinos, e em todo o mundo, como um exemplo magnífico de uma engenharia genial", disse à BBC Mike McCann, responsável pela manutenção do relógio.


ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo