Muro de Berlim será restaurado para celebrar o 20º aniversário da queda

Da BBC Brasil

  • Fabrizio Bensch/Reuters

Um projeto de 2,2 milhões de euros vai restaurar uma parte remanescente do Muro de Berlim.

Os organizadores do projeto afirmam que a Galeria do Lado Leste é uma homenagem a todos os que morreram tentando escapar da antiga Alemanha Oriental. Segundo os organizadores, o trabalho deve ficar pronto em 2009, no 20º aniversário da queda do muro.

"Se não restaurarmos agora, será tarde demais", disse Kani Alavi, da Associação da Galeria do Lado Leste.

Por décadas o Muro de Berlim foi o símbolo físico da "Cortina de Ferro", que separava o ocidente e os países do bloco soviético durante a Guerra Fria.

Desde que o muro foi derrubado, em 1989, uma parte de 1,3 quilômetros de extensão permaneceu de pé, assumindo um novo papel: galeria de arte. Mas a idade e as pichações acabaram prejudicando o muro. Os curadores da Galeria do Lado Leste afirmam que as 106 pinturas criadas há duas décadas no muro estão irreconhecíveis.

De acordo com os curadores, a passagem do tempo, a poluição, as condições meteorológicas e também aqueles que querem levar um pedaço do muro para casa deterioraram o que restou do Muro de Berlim.

Trabant e beijo

As imagens que estão nesta parte restante do muro são famosas, como a de um carro fabricado na antiga Alemanha Oriental, o Trabant, se chocando contra os tijolos ou o beijo entre o antigo líder da Alemanha Oriental Erich Honecker e o líder soviético Leonid Brezhnev. Estas pinturas no muro são fotos obrigatórias para turistas que visitam Berlim e parte do patrimônio da capital alemã.

O projeto começou na quarta-feira. Cada uma das pinturas no muro será removida e então pintada novamente.

A associação afirmou que convidou muitos dos artistas originais para recriar as imagens.

No total, 80% destes artistas foram localizados e a associação pediu ajuda para encontrar os restantes.

"Foi um grande esforço para encontrar estes artistas. (O trabalho de restauração) Precisa ficar autêntico", afirmou Kani Alavi, ele mesmo um dos artistas que pintaram o muro originalmente.

No caso de artistas que já morreram ou que não forem encontrados, a organização da restauração vai designar outros para recriar os trabalhos, seguindo a obra original.

Cem anos Cerca de 1.065 pessoas morreram tentando escapar da Alemanha Oriental durante a Guerra Fria, muitas delas no Muro de Berlim.

Em janeiro de 1989, o líder da Alemanha Oriental, Erich Honecker, afirmou que o Muro de Berlim, construído justamente para evitar que as pessoas fugissem da Alemanha Oriental para o ocidente, iria permanecer na capital alemã por mais cem anos.

Mas, alguns meses depois, o muro foi derrubado por milhares de alemães orientais, um forte sinal do colapso do poder da União Soviética e um momento histórico para a Alemanha.

No ano seguinte, a cidade de Berlim convidou 118 artistas internacionais para decorarem a parte restante da construção com murais coloridos, muitos deles mostrando a história por trás da estrutura.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos