Companhia aérea é processada por voar caixão para lugar errado

Um nova-iorquino está processando a empresa aérea American Airlines por enviar erroneamente o caixão com o corpo de sua mulher para Guatemala, e não para o Equador, sua terra natal.

Miguel Olaya havia combinado com a empresa que embarcasse o caixão em um avião com destino a Guayaquil, no Equador, onde o enterro seria realizado.

Mas, ao chegar ao aeroporto, Olaya descobriu que o caixão da mulher não tinha vindo na aeronave. Por quatro dias ele voltou ao aeroporto com a filha de 16 anos até que um dos funcionários descobriu que o corpo estava na Guatemala.

Olaya, que recebeu o caixão da mulher quatro dias mais tarde, está processando a American Airlines pelo erro. Segundo as investigações da companhia, um dos funcionários teria digitado o código "GUA", de Guatemala, em vez de "GYE", de Guayaquil.

O advogado do nova-iorquino diz que a companhia ainda teria tentado cobrar seu cliente para enviar o caixão de volta da Guatemala.

Olaya ainda pretende receber compensações do serviço funerário, que não teria embalsamado o corpo corretamente. Segundo ele, o cadáver já estava em má decomposição quando chegou a seu país.

A empresa funerária nega as acusações e a American Airlines disse que está investigando o incidente.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos