Viagem

Museu de História Natural de Londres terá 'casulo' para abrigar 34 milhões de espécies

AFP
Imagem: AFP

JAMES MORGAN

Da BBC News

03/09/2008 11h50

O Museu de História Natural de Londres terá uma nova ala interativa para abrigar as 34 milhões de espécies de plantas e insetos que possui, assim como laboratórios com até 200 pesquisadores.

O Darwin Centre Phase Two foi construído em um "casulo" de oito andares envolvido por um átrio de vidro. Na nova ala, que será aberta ao público em setembro do ano que vem, os visitantes poderão acompanhar o trabalho de cientistas enquanto eles catalogam espécies raras.

"O Darwin Centre Phase Two será um prédio único que permitirá que os visitantes explorem o mundo natural de uma maneira nova e excitante", disse o diretor do Museu de História Natural, Michael Dixon.

O trabalho dos especialistas poderá ser acompanhado atrás de paredes de vidro. "Será o único local no Reino Unido onde os visitantes podem interagir diariamente com especialistas em ciências naturais, vendo como as espécies à mostra nos ajudam a tratar de assuntos como a qualidade do ar, as causas de doenças e a manutenção de ecossistemas delicados ao redor do mundo", completou.

Além disso, os visitantes poderão examinar as espécies através de mostras interativas atualizadas regularmente para refletir as pesquisas que estão sendo realizadas em laboratório e poderão participar de debates sobre atuais desafios ao mundo natural.

Proteção

A segunda fase do Centro Darwin é o mais importante projeto do Museu de História Natural desde que o local foi transferido para o atual prédio, no bairro de South Kensington, em 1881.

O novo prédio abrigará as coleções de 28 milhões de espécies de insetos e 6 milhões de espécies de plantas. O casulo, com paredes de 30 cm de espessura e colunas de aço que lembram fios de seda, tem uma função prática: proteger as delicadas coleções do ataque de pestes.

A ameaça de infestação vem de um tipo de besouro conhecido como "besouro-de-carpete". Para proteger as espécies à mostra do ataque desses besouros, a temperatura dentro do casulo será de apenas 17 graus Celsius, enquanto o teto e as paredes serão mantidos vazios para prevenir infestações escondidas.

A umidade será mantida constante em 45% para garantir a longevidade de espécies históricas, como uma planta original de cacau trazida da Jamaica por Hans Sloane em 1689, que inspirou a primeira receita para o chocolate de beber.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem

Topo