Viagem

Berlim inaugura festival de esculturas de areia; veja fotos

Dirk Hoenerbach/Divulgação
Imagem: Dirk Hoenerbach/Divulgação

MARCIO DAMASCENO

De Berlim

16/06/2008 12h55

Quem desembarcar nesta semana na principal estação de Berlim vai se deparar com surpreendentes esculturas gigantes de areia.

As estátuas de até seis metros que enfeitam um terreno a poucos passos do local fazem parte do festival internacional de esculturas de areia Sandsation. O evento reúne pela sexta vez na capital alemã os melhores escultores de areia do mundo.

As obras, modeladas por 24 artistas de 12 países, abordam temas variados, de livre escolha dos autores, como mitologia grega, alquimia, magia ou arte de rua.

As esculturas podem ser visitadas até dia 17 de agosto. No período, os organizadores esperam receber, ao todo, cerca de 120 mil visitantes no areal de quatro mil metros quadrados, construído com 2.500 toneladas de areia trazida das redondezas de Berlim.

"O evento berlinense é a maior competição do gênero no mundo", garante o escultor dinamarquês Martin Tulinius, diretor artístico da Sandsation.

Knut e o aquecimento global

Pela primeira vez, a organização do evento promoveu um campeonato mundial de duplas, vencido pela escultura Global Warming (aquecimento global), de autoria dos representantes da Índia.

Eles levam para casa 10 mil euros (cerca de R$ 25 mil), do total de 20 mil euros oferecidos aos três primeiros colocados. "Em lugar algum houve um prêmio em dinheiro tão alto", ressaltou Tulinius.

Os campeões Sudarsan Pattnaik e Jitendra Kishore Jagadev contaram não só com o tema ecologicamente correto para chamar a atenção dos jurados e do público -que também votou, ainda enquanto os artistas modelavam suas obras.

Certamente a inclusão da imagem de Knut na escultura dos indianos serviu de bônus extra para fisgar a simpatia dos alemães. A obra mostra o urso polar mais famoso do mundo e mascote de Berlim sentado sobre um globo terrestre poluído, segurando uma placa com o apelo "salvem minha família".

O segundo lugar ficou com a dupla composta por artistas dos EUA e Canadá, que ficou à frente da equipe holandesa.

Não há brasileiros participando do evento. "Nunca ouvi falar de escultores de areia brasileiros. Mas, quem sabe, com a popularização do evento, alguém do Brasil possa entrar em contato conosco e se candidatar para o ano que vem", disse Martin Tulinius à BBC Brasil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo