Britânico abre clube de swing em estábulo de fazenda no Reino Unido

Um fazendeiro da região norte de Devon, no Reino Unido, está causando polêmica entre os vizinhos, após decidir que vai abrir um clube de swing no estábulo de sua fazenda.

Roger Stanbury diz que seu clube é apenas um local de
diversão "inofensiva", mas moradores do vilarejo afirmam que o clube tem o tipo de diversão errada para a zona rural.

Stanbury, fazendeiro do setor de laticínios, de 54 anos, afirma que decidiu diversificar seus negócios a partir da crise que atingiu o setor britânico da pecuária, em 1996, após o aparecimento de casos da doença da vaca louca na região.

Primeiro, o fazendeiro estabeleceu um clube de férias na fazenda e, em 2001, transformou o estábulo em um salão para festas de casamento.

Em 2007, ele começou a polêmica ao decidir abrir um clube de strip-tease, uma vez por mês, no local, chamado Club Vanilla.

Neste ano, a partir de 26 de abril, ele pretende iniciar as atividades do clube de swing, também uma vez por mês, em seu antigo estábulo.

"Colocamos algumas apresentações de strip-tease e foi muito bem", disse o fazendeiro à BBC.

Reações

"Não acho adequado", diz Sheila Moorcroft, de 62 anos, uma das vizinhas da fazenda. "Acho que é bem sujo." "Não é ilegal, não é sujo", rebate o fazendeiro. "É um clube para casais maduros que querem encontrar outras pessoas, que querem a mesma coisa que eles, e querem uma noite divertida." "Ninguém será machucado, a maioria das pessoas por aqui tem mente aberta para achar tudo divertido", acrescentou Stanbury.

"Enquanto permanecer restrito e não exagerar, então tudo bem" diz Colin Petty, outro vizinho da fazenda. "Não sou hipócrita, mas, se afetar a maneira que vivo, então farei algo a respeito." Malcolm Bell, diretor-executivo da South West Tourism, organização turística da região que ajudou a financiar a transformação do estábulo em salão para casamentos, afirma que apóia qualquer iniciativa legalizada.

"Enquanto for legalizado, então, tecnicamente não existe problema", afirma Bell. "É um sinal dos tempos, mas sempre encorajamos as pessoas a conseguir o máximo de apoio local para uma nova iniciativa."

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos