Viagem

Justiça britânica condena homem que morava em aeroporto

19/02/2008 18h22

Um chef de cozinha que viveu no aeroporto de Gatwick por três anos foi condenado pela Justiça britânica na segunda-feira por violar uma ordem de 2006 que o impedia de entrar no local.

Anthony Delaney começou a viver no aeroporto em fevereiro de 2004. No ano seguinte, pelos regulamentos do aeroporto, ele foi banido do local, mas voltou a buscar abrigo em Gatwick.

O advogado de defesa, Peter Knight, afirmou ao tribunal que Delaney estava "morando" no aeroporto para ficar "limpo, seco e aquecido".

Knight disse ainda que Delaney começou a procurar abrigo no aeroporto depois que perdeu um emprego que incluía moradia em 2004.

"É um crime que veio com o desespero, ele não quer continuar vivendo assim", disse o advogado.
Delaney vai permanecer sob custódia da polícia até a decisão de sua sentença, que será anunciada em 10 de março.
Segundo Richard Hayward, juiz responsável pelo caso, a decisão de manter Delaney sob custódia tem o objetivo de evitar que ele volte ao aeroporto.

O caso atraiu a atenção da mídia pela semelhança com a história contada no filme O Terminal, de Steven Spielberg, em que Tom Hanks interpreta um homem que mora no aeroporto JFK, em Nova York.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo