Viagem

"Império dos Anões": um parque de diversão muito especial na China

07/04/2010 16h01

O "Império dos Anões" - um parque de diversão da província de Yunan no qual as estrelas são pessoas extremamente pequenas - se tornou uma das maiores atrações da China, visitada por milhares de turistas atraídos pela curiosidade e dezenas de anões em busca de trabalho.

 

Diante do sucesso do parque, inaugurado em setembro passado, seu fundador, Chen Mingjing, um milionário da indústria eletrônica e do mercado imobiliário, pretende contratar mil anões para responder à demanda do público.

 

O "Império", formado por uma série de construções em forma de cogumelo, é situado nas colinas a 40 km de Kunming, capital de Yunnan.

 

O "imperador" do parque, de apenas um metro de altura e trajando uma túnica amarela, como os imperadores da China imperial, domina uma corte de fadas, guerreiros, cozinheiros e monges, que medem de 79 centímetros a 1,3 metro.

 

Os anões - "xiao ai ren" em chinês - não escondem a felicidade de estar neste local que alguns comparam a um paraíso.

 

"Antes de vir aqui, a maioria de nós sofria discriminações. Ao contrário, aqui todos somos iguais e somos respeitados. Temos nossa dignidade", comentou Ou Jielin, de 24 anos, que antes trabalhava como vendedora em uma loja de roupas de Guangdon, sul da China.

 

A felicidade de Ou Jielin é total, pois ela conheceu no parque o homem da sua vida.

 

"Acho que era nosso destino. Somos de lugares diferentes, mas viemos aqui para viver como se fosse uma família. Todos estamos felizes", disse Ou Jielin.

 

Pi Fasi, que durante toda a vida sofreu com a sua condição, foi contratado pelo "imperador" e espera ficar no parque "até o fim de sua vida profissional".

 

Chen Mingjing teve a ideia do parque quando, por acaso, conheceu vários anões durante uma viagem.

 

"Senti que a vida deles era difícil e quis construir para eles um lindo lugar, onde pudessem ao mesmo tempo trabalhar e viver", disse Chen Mingjing.

 

Além do salário, os anões recebem alojamento, comida e cursos de inglês grátis.

 

O sucesso do parque estimula as ambições de Chen Mingjing.

 

"Vamos montar uma equipe de 800 a 1.000 anões. Faremos para eles um paraíso gigante. O maior do mundo", disse, entusiasmado, Chen, que a cada dia recebe dezenas de anões vindos de toda a China.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo