Viagem

Neve provoca novas perturbações no transporte aéreo no Reino Unido

22/12/2009 10h05

LONDRES, 22 dez 2009 (AFP) - As nevascas provocaram nesta terça-feira novas perturbações no transporte aéreo do Reino Unido, aumentando o caos causado nos últimos dias pela interrupção dos trens rápidos Eurostar entre Londres, Paris e Bruxelas, embora o serviço esteja sendo normalizado gradualmente.

Todos os principais aeroportos do país estavam abertos nesta terça-feira, mas os cancelamentos de voos se multiplicam.

A companhia britânica de baixo custo EasyJet cancelou 150 voos. No aeroporto de Luton, norte de Londres, fechado durante a noite, mas reaberto pela manhã, a Easyjet cancelou todos seus voos.

Sua concorrente irlandesa Ryanair e a companhia britânica British Airways advertiram contra o risco de atrasos devido a nevascas e baixas temperaturas.

A British Airways informou que a maior parte de seus voo operavam normalmente nesta terça, mas que havia alguns cancelamentos nos voos de curta distâncias.

A rede ferroviária também foi afetada pelas intempéries e os passageiros procedentes do sudoeste da Inglaterra chegavam a Londres com uma hora de atraso.

A neve bloqueou 2.000 motoristas no condado de Hampshire (sul).

Por outro lado, os trens Eurostar que ligam Paris e Londres reiniciaram sua viagem na manhã desta terça-feira entre as duas capitais, após quatro dias de paralisação do tráfego provocada pelo tempo ruim.

O primeiro Eurostar - que passa pelo Eurotúnel sob o Canal da Mancha - saiu de Paris às 7H10 GMT (5H10 de Brasília) com destino a Londres. Na capital britânica, a primeira composição partiu às 7h50 (5H50 de Brasília) com destino a França.

"Foi o caos", declarou à AFP David James, um técnico de informático de 47 anos, antes de subir no trem em Paris.

"Passamos dias muito ruins", completou o britânico, que viaja com a esposa e dois filhos, de sete e cinco anos.

Após a saída de um primeiro trem com capacidade para 750 pessoas, lotado, centenas de passageiros aguardavam na estação parisiense Gare du Nord pelas próximas composições.

O tráfego dos Eurostar, interrompido na madrugada sábado, será restabelecido progressivamente, com o funcionamento de dois terços dos trens programados durante o dia.

No total, 75.000 passageiros foram afetados pela interrupção nos dois países.

Apesar da retomada do tráfego, a empresa que administra a linha aconselhou os usuários a adiarem as viagens, caso as mesmas não sejam indispensáveis, para depois do Natal.

Cinco trens ficaram bloqueados no túnel sob o Canal da Mancha na noite de sexta-feira com 2.000 pessoas a bordo.

Alguns passageiros ficaram mais de 15 horas sem água ou alimentação, sob intenso frio, sem informações sobre a situação.

A companhia pública francesa de trens (SCNF), acionista majoritária do Eurostar com a britânica London and Continental Railways (LCR) e a belga (SCNB), tenta agora solucionar a crise.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo