Tripulação se distrai com briga e se esquece de pousar

WASHINGTON, EUA, 23 Out 2009 (AFP) - O Comitê Nacional de Segurança dos Transportes (NTSB, na sigla em inglês) dos Estados Unidos está investigando o caso do voo que ultrapassou seu local de pouso em cerca de 240 quilômetros, devido a uma "acalorada discussão" entre os membros da tripulação.

Segundo o NTSB, o Airbus A320 ficou incomunicável na noite de quarta-feira, quando voava a 37.000 pés (cerca de 11.300 metros) de San Diego, na Califórnia, gerando temores de que pudesse ter sido sequestrado.

O jornal Minneapolis Star-Tribune informou que quatro caças da Força Aérea americana foram deixados de prontidão para perseguir o avião antes que o contato fosse restabelecido.

O avião, que levava 147 passageiros e um número não divulgado de tripulantes, deveria pousar no aeroporto internacional de Minneapolis-St Paul. No entanto, o Airbus passou direto pelo aeroporto e continuou voando na direção nordeste por mais 150 milhas (241,35 km), até que o controle de tráfego aéreo do aeroporto conseguiu finalmente se comunicar com os pilotos.

"De acordo com a FAA (administração aérea federal), a tripulação foi ouvida pelo FBI e pela polícia do aeroporto", indicou o NTSB em um comunicado.

"A tripulação disse que estavam em uma discussão acalorada sobre as políticas da companhia aérea e perderam a noção da situação", acrescentou o órgão.

O NTSB informou que pretende ouvir a tripulação, e que o gravador de voz da cabine do piloto e o registro de dados do voo estão sendo enviados a um laboratório para análise.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos