Viagem

Rio promete fazer história com a organização dos Jogos de 2016

COPENHAGUE, Dinamarca, 2 Out 2009 (AFP) - O Rio de Janeiro foi escolhida a sede dos Jogos Olímpicos de 2016, anunciou o Comitê Olímpico Internacional (COI) nesta sexta-feira, depois de votações sucessivas que eliminaram as concorrentes Madri, Tóquio e Chicago.

Desta forma, o Rio receberá os primeiros Jogos Olímpicos da história da América do Sul.

Em sua apresentação prévia às votações, a delegação do Rio de Janeiro prometeu aos membros do COI fazer história caso a cidade fosse escolhida para receber os Jogos Olímpicos de 2016, destacando a paixão do Brasil pelos esportes.

Em sua exposição, a candidatura carioca exibiu todos os encantos de seu "cartão postal", com a magia de suas praias, a alegria dos cariocas e a empolgão geral de mais de 190 milhões de brasileiros.

Para convencer os mais indecisos de que deveriam levar os Jogos Olímpicos pela primeira vez à América do Sul, o Rio lançou mão de todos os seus símbolos, do estádio do Maracanã ao sambódromo, passando por Copacabana, e contou mais uma vez com o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Esta é uma oportunidade sem precedentes para as esperanças e ilusões de um povo apaixonado pelo esporte, apaixonado pela vida", declarou Lula, líder desta candidatura há dois anos, assim como a lenda viva do futebol, Pelé, que também assistiu à apresentação.

"Uma das dez maiores economias do mundo, o Brasil é a única que ainda não foi sede olímpica. Chegou a hora de acender a tocha em um país tropical, na mais charmosa das cidades, de abrir nossas portas à maior festa da humanidade", acrescentou o presidente.

O presidente da candidatura, Carlos Nuzman, pediu também que, após 30 Jogos Olímpicos na Europa, cinco na Ásia, dois na Oceania e 12 na América do Norte, é hora de levar o evento para a um novo continente para dar chance a milhões de jovens sul-americanos.

Após a explicação das instalações projetadas, das quais as três quartas partes já estariam preparadas, o Rio destacou que o Mundial de Futebol de 2014 no Brasil será um trampolim para os Jogos, tanto como foram os Jogos Pan-Americanos de 2007, segundo o prefeito Eduardo Paes.

"O Rio, a cidade mais feliz do mundo segundo a revista Forbes" - como lembrou o governador Sérgio Cabral - "garantirá a segurança, grande ponto de preocupação por seu índice de criminalidade recorde, com um programa de inclusão, não de repressão, que já está em andamento".

"Além disso, não haverá surpresas em termos econômicos em um novo Brasil, onde a crescente riqueza tirou 30 milhões de pessoas da pobreza", acrescentou.

O Rio foi a terceira candidata a fazer sua apresentação nesta sexta-feira, depois de Chicago, que contou com a presença do presidente americano Barack Obama, e Tóquio e, posteriormente, Madri.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo