Novo prefeito de Londres proíbe bebidas alcoólicas nos ônibus e metrôs

Em Londres

  • Reuters

O novo prefeito de Londres, Boris Johnson, proibiu nesta quarta-feira o consumo de bebidas alcoólicas nos ônibus e metrôs da capital, em sua primeira medida desde que substituiu o trabalhista Ken Livignstone, há dois dias.

A proibição entrará em vigor no dia 1º de junho, anunciou Johnson, explicando que a medida ajudará a "melhorar a segurança nos transportes públicos" e a "reduzir a criminalidade".

"Estou disposto a melhorar a segurança" nos ônibus e metrôs de Londres, declarou o novo prefeito, que foi eleito na semana passada pelos londrinos para governar a capital.

A proibição do consumo de álcool em transportes públicos de Londres foi uma das poucas promessas feitas durante a campanha do agora prefeito, com fama de imprevisível e excêntrico e que administrará um orçamento de 11 bilhões de libras (14 bilhões de euros, 22 bilhões de dólares).

A medida foi imediatamente criticada pelo líder do sindicato dos transportes da capital, Bob Crowe, que considerou que "não foi pensada corretamente".

O líder sindical manifestou temores de que a medida acarrete um aumento das agressões contra os funcionários da rede de transportes públicos.

"Talvez o prefeito coloque seu uniforme de Super-homem no sábado à noite para nos mostrar como fazer para dizer por exemplo aos torcedores do Liverpool que não podem comemorar no metrô", disse Crowe.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos