Viagem

Nova companhia aérea americana de baixo custo começa a voar

NOVA YORK - A companhia aérea de baixo custo Virgin America, subsidiária da companhia aérea de propriedade do magnata britânico Richard Branson, inaugurou nesta quarta-feira seus primeiros vôos nos Estados Unidos.

A Virgin America, com sede em São Francisco, lança nesta quarta-feira dois vôos diários entre São Francisco e o aeroporto Kennedy de Nova York, assim como cinco conexões diárias entre São Francisco e Los Angeles.

A Virgin América é o primeiro transportador aéreo estrangeiro que põe o pé no fechado mercado interno norte-americano, uma praça que até agora foi muito protegida da concorrência estrangeira pela legislação federal.

Para começar a voar nos Estados Unidos, a Virgin America teve que dar garantias de que pelo menos 75% de seu capital estejam nas mãos de investidores americanos.

Um terceiro vôo diário entre São Francisco e Nova York deve ser iniciado em 19 de agosto e um quarto, em 9 de setembro, afirmou a companhia.

A Virgin America, que vende suas passagens de ida a 44 dólares, espera começar a operar também entre Nova York e Los Angeles.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo