Contagem regressiva para a escolha das sete novas maravilhas do mundo

PARIS, 18 Mai (AFP) - Faltam 49 dias para que qualquer cidadão possa votar para eleger as sete novas maravilhas do mundo, iniciativa idealizada por um milionário e apoiada pela UNESCO. Entre as candidatos, estão Alhambra, Machu Picchu, Chichen Itza, o Cristo Redentor e as estátuas da ilha de Páscoa.

O milionário suíço Bernard Weber é o promotor da votação, aberta à consulta popular no site www.new7wonders.com até o dia 7 de julho, quando serão anunciados os sete monumentos mais espetaculares do mundo.

Em um lugar a parte, estão as pirâmides de Gizé, no Egito. A Fundação New7Wonders as nomeou "candidatas de honra" e estão fora da votação

O motivo é que as pirâmides de Gizé (2.600-2.500 a.C.) são as únicas das antigas sete maravilhas do mundo existentes, 'ranking' ao qual também perteneceram os desaparecidos jardins suspensos da Babilônia (Iraque), o templo de Artemisa em Éfeso (Turquia), a estátua de Zeus em Olímpia (Grécia), o mausoléu de Halicarnaso (Turquia), o farol de Alexandria (Egito) e o colosso de Rodes (Grécia).

A fundação criada e presidida por Bernard Weber propõe em sua página 20 candidatas, das quais sairão as novas sete maravilhas do mundo. Recentemente, foram publicadas duas listas, uma com as 10 mais votadas até o momento e outra com as 10 menos votadas.

Entre as 10 primeiras, estão três latino-americanas: Machu Picchu (Peru), as pirâmides de Chichén Itzá (Yucatán, México) e as estátuas da ilha de Páscoa (Chile).

A Acrópole de Atenas (Grécia), Petra (Jordânia), o Coliseu de Roma (Itália), a Torre Eiffel (Paris, França), o monumento Stonehenge (Reino Unido), a Muralha da China e o Taj Mahal (Índia) integram o restante do grupo.

No segundo está Alhambra (Granada, Espanha) e o Cristo Redentor (Rio de Janeiro, Brasil), seguidas dos templos de Angkor (Tailândia), a estátua da Liberdade (Nova York, EUA), a catedral de São Basílio, em Moscou (Rússia), a cidade de Tombuctú (Mali), a Ópera de Sidney (Áustralia), o templo de Hagia Sofia (Istambul, Turquia), o templo Kiyomizu (Kioto, Japão) e o castelo de Neuschwanstein (Füssen, Alemanha).

Além de poder votar pela internet, também se pode fazê-lo por telefone, ao custo de dois dólares, por mensagem de texto telefônico e através da página na web.

No próximo dia 7 de julho, Weber revelará os sete ganhadores no Estádio da Luz de Lisboa, onde será encenado o espetáculo "07.07.2007 Lisboa, Declaração Oficial das sete novas maravilhas do mundo".

Pelo preço que varia entre 55 e 140 euros, que podem ser adquiridos também pela internet, votantes e não votantes poderão assistir à festa, em que participarão personalidades como o tenor espanhol José Carreras, a cantora portuguesa Dulce Pontes, o bailarino espanhol Joaquín Cortés e os esportistas Neil Armstrong e Cristiano Ronaldo, entre outros.

Uma canção especial para a campanha, 'buttons', camisetas e um blog são as formas como Weber pretende tornar o movimento conhecido, para o qual o mesmo está dando a volta ao mundo e visitando os monumentos desde que pôs em marcha sua iniciativa, em 5 de setembro de 2006, em Atenas.

Até o momento, foram obtidos mais de 40 milhões de votos e, a cada semana, participam mais de 100.000 pessoas.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos