Ativistas do Greenpeace instalam termômetro gigante na Torre Eiffel

PARIS, 29 jan (AFP) - Vinte ativistas do grupo ambientalista Greenpeace escalaram a Torre Eiffel nesta segunda-feira para pendurar cartazes de protesto e um termômetro gigante, em alerta sobre o aquecimento climático, enquanto especialistas de todo o mundo sobre o tema se reúnem em Paris para redigir um relatório chave.

Os ativistas do Greenpeace subiram à plataforma mais alta da torre de 324 metros e estenderam três enormes cartazes, um deles com um termômetro marcando um limite de dois graus centígrados.

A União Européia estabeleceu a meta de limitar a alta da temperatura global da Terra em dois graus ou menos até o fim do século com relação aos níveis pré-industriais.

Outro cartaz dizia "It's not too late" (Não é tarde demais) e um terceiro trazia o nome da organização.

O aquecimento climático se deve, em grande parte, aos gases de efeito estufa emitidos pela queima de combustíveis fósseis (carvão, gás e petróleo).

O encontro mundial do Grupo Intergovernamental de Especialistas sobre a Mudança Climática (IPCC, na sigla em inglês) começou nesta segunda-feira, em Paris, com o objetivo de divulgar, na próxima sexta-feira, um relatório sobre o aquecimento do planeta nos próximos cinco anos, seu primeiro desde 2001.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos