Heathrow enfrenta terceiro dia de caos por causa da neblina

Por Brigitte Dusseau

LONDRES, 22 dez (AFP) - Dezenas de milhares de passageiros viveram nesta sexta-feira mais um dia de caos no aeroporto londrino de Heathrow, onde, a dois dias do Natal, dezenas de vôos foram cancelados por causa da neblina.

No fim da manhã, a British Airways (BA) já havia cancelado 170 vôos domésticos e europeus. Várias outras companhias aéreas, entre elas BMI, também anunciaram cancelamentos. Além disso, muitos vôos sofreram atrasos, provocando um caos no aeroporto mais ativo da Europa.

Pelo terceiro dia consecutivo, uma neblina densa obrigou as autoridades aeroportuárias a reduzir pela metade o número de decolagens e de pousos. Cerca de 700 vôos já haviam sido cancelados quarta e quinta-feira.

Milhares de passageiros tiveram que modificar seus planos para o Natal, ficando em casa ou esperando, em vão, durante várias horas no aeroporto. Alguns perderam bagagens, cheias de presentes.

"Seguimos fazendo o máximo para garantir o conforto dos passageiros", alegou nesta sexta-feira uma porta-voz de BBA, a operadora do aeroporto de Heathrow.

No terminal 1, o mais afetado, água, cobertores e travesseiros foram distribuídos aos passageiros.

No entanto, alguns deles ficaram furiosos.

David Ranan, 60 anos, doutor em ciências políticas, havia verificado sexta-feira antes de sair de casa que seu vôo para Munique estava mantido. Porém, ao chegar ao aeroporto, ele teve a desagradável surpresa de constatar que seu vôo havia sido cancelado. Desde então, Ranan passa de fila de espera em fila de espera.

Primeiro, a fila do check-in, onde ele ficou sabendo do cancelamento de seu vôo. Depois, uma fila para escutar um funcionário do aeroporto lhe designar uma outra fila para entrar em uma tenda, onde lhe foi dado um formulário lhe permitindo obter um tíquete para outra fila, de onde ele espera finalmente conseguir fazer o check-in para outro vôo.

"Isso está parecendo a antiga União Soviética. Deve ser possível trabalhar com mais eficiência", reclamou, criticando a forma com a qual são tratados os passageiros.

A neblina também afetou nesta sexta-feira o tráfego nos aeroportos londrinos de Gatwick, Stansted e London City Airport, assim como nos de Southampton, Glasgow, Edimburgo e Cardiff. Os vôos de Coventry foram desviados para Birmingham.

A British Airways disponibilizou um serviço de ônibus para substituir alguns vôos domésticos cancelados. Cerca de 3.000 passageiros utilizaram este método alternativo na quinta-feira.

Segundo os serviços de meteorologia, a neblina deve continuar até segunda-feira, dia do Natal.

Cerca de três milhões de britânicos pretendiam viajar de avião durante as festas natalinas.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos