Montanhas-russas são perigosas para o coração, segundo especialistas

MADRI, 4 set (AFP) - As montanhas-russas dos parques de diversão podem ser perigosas para o coração, provocando sobretudo arritimias cardíacas, segundo um estudo divulgado nesta segunda-feira no Congresso Mundial de Cardiologia em Barcelona (nordeste da Espanha).

Esta é a conclusão de um estudo intitulado "As montanhas-russas hoje: um perigo potencial para o coração?", conduzida sob a supervisão do doutor Jurgen Kuschyk, da Universidade de Mannheim, na Alemanha, depois das mortes recentes registradas nesses brinquedos, indicou a agência espanhola Europa Press.

Para realizar este estudo, 55 voluntários de 18 a 70 anos receberam equipamentos para medir seu ritmo cardíaco durante o passeio na montanha-russa.

Sua freqüência cardíaca passou de 89 batimentos em média por minuto para 155 batimentos em 64 segundos e casos de arritmia foram constatados em 24 dos 55 participantes, precisou o estudo, sublinhando o "stress" provocado por esta atração.

O estudo recomenda às pessoas que sofrem de problemas ou de insuficiência cardíaca que evitem andar de montanha-russa e sugerem a presença de desfibriladores (aparelhos que permitem restabelecer o ritmo cardíaco normal) nos parques.

Cerca de 25.000 cardiologistas participam deste congresso mundial até quarta-feira.


Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos