Viagem

"Vocês podem afrouxar os cintos... e ligar seus celulares"

PARIS, 28 ago (AFP) - O telefone celular prepara-se para ganhar altitude com o lançamento de uma tecnologia que permite seu uso a bordo dos aviões, mas o sucesso desta nova experiência dependerá da tolerância dos passageiros ao barulho dos celulares e da avaliação das autoridades encarregadas da segurança.

No início de 2007, a companhia aérea Air France fará um teste de seis meses deste novo sistema com as ligações a média distância, a bordo do primeiro Airbus equipado para a utilização de celulares.

Neste novo tipo de A 318, haverá um sinal vermelho indicando "não use celular" na decolagem e na aterrissagem, no lugar do aviso "não fume".

Quando o avião estiver a 3.000 metros de altitude, os passageiros poderão utilizar seu GSM ou seu Blackberry para enviar e receber mensagens, sem risco de interferência com os sistemas do avião.

As companhias aéreas TAP (portuguesa) e BMI (britânica) devem fazer a experiência no próximo ano.

"Oferecer aos passageiros a possibilidade de utilizar seu celular equivale a trazer a vida cotidiana para dentro do avião", explica George Cooper, PDG da OnAir, sociedade (na qual a Airbus tem participação) que propôs este equipamento.

No plano técnico, o sistema cria uma mini-rede no aparelho. Todas as mensagens convergem para um mesmo ponto do avião, que envia as mensagens por satélite para a operadora que, por sua vez, as reenvia para a rede habitual do usuário.

As companhias aéreas terão de desembolsar algumas centenas de milhares de dólares para se equipar, mas ganharão comissões sobre os lucros obtidos por este serviço, que custará cerca de 2 dólares o minuto.

O principal objetivo da OnAir com a nova tecnologia é fidelizar a clientela de negócios, que ficaria satisfeita com a possibilidade de poder trabalhar a bordo. Segundo a OnAir, os jovens, ávidos para se comunicarem por e-mail, também vão aprovar o sistema. Numa segunda etapa, a empresa pretende equipar os aviões com acesso à internet, principalmente a bordo do A380.

Resta saber se a irrupção do barulho e das conversas telefônicas será bem tolerada pelos passageiros. "A Air France analisará a reação dos passageiros na presença dos celulares", sublinha um porta-voz da companhia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo