menu
Topo

Viagem

Roteiros culturais


Palco de guerra célebre, Ilhas Falkland (Malvinas) têm atrações incríveis

Getty Images
Imagem: Getty Images

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

2019-05-02T04:00:00

02/05/2019 04h00

Localizado no oceano Atlântico, a aproximadamente de 500 quilômetros do continente sul-americano, o arquipélago das Ilhas Falkland (também conhecido como Ilhas Malvinas) é famoso por ter sido palco de uma guerra entre o Reino Unido e a Argentina em 1982. Este conjunto de remotos pedaços de terra, porém, tem muito mais a mostrar do que as cicatrizes de um sangrento conflito.

No Brasil, as Falklands são comumente chamadas de Ilhas Malvinas. E, para os argentinos, isso é regra: o arquipélago se chama Malvinas e ponto final. O governo britânico, por sua vez, que tem poder sobre o arquipélago, afirma que "o nome local e oficial da região é Ilhas Falkland. Este é também o nome preferido pelos moradores locais", informa a Embaixada do Reino Unido no Brasil.

As Ilhas Falkland têm em sua capital, Stanley, um centro urbano com atrações capazes de consumir um bom tempo das férias do turista. E, fora de sua principal cidade, os viajantes encontram verdadeiros recantos da natureza, onde é possível admirar uma rica fauna e paisagens naturais surpreendentes.

A seguir, conheça passeios imperdíveis para fazer por lá.

Volunteer Point

Frizi/Getty Images/iStockphoto
Imagem: Frizi/Getty Images/iStockphoto

As Ilhas Falkland são um destino que promete encantar os amantes da natureza. E, lá, é possível observar de perto o belo pinguim-rei.

Um dos melhores lugares para ver o animal é no local conhecido como Volunteer Point, que fica em um trecho litorâneo na região nordeste da ilha East Falkland. Lá, o visitante tem chances de ver grandes quantidades de pinguins-rei e, também, do simpático pinguim-de-magalhães.

Os turistas podem ir até Volunteer Poin a partir da capital das Ilhas Falkland, Stanley, a bordo de veículos 4x4.

Gypsy Cove

Cheryl Ramalho/Getty Images/iStockphoto
Imagem: Cheryl Ramalho/Getty Images/iStockphoto

"A uma distância de 6,5 km da cidade de Stanley, Gypsy Cove é o lugar mais acessível para observar a vida selvagem nas Ilhas Falkland", informa a embaixada do Reino Unido no Brasil.

Gypsy Cove está dentro de uma reserva natural da península de Cape Pembroke. É um local que exibe uma pequena baía com uma fotogênica praia de areia branca (na foto acima).

No local, turistas têm a chance de observar os pinguins-de-magalhães e lindos pássaros como o ostraceiro.

Kidney Island

Dr. JÃŒrgen Tenckhoff/Getty Images/iStockphoto
Imagem: Dr. JÃŒrgen Tenckhoff/Getty Images/iStockphoto

A ilha Kidney Island é outro ótimo lugar para observar uma interessante fauna nas Ilhas Falkland. Lá, turistas podem admirar, perto do mar, pinguins-de-magalhães e pinguins-de-penacho-amarelo.

Além disso, boa parte da ilha é coberta por uma gramínea chamada Poa flabellata, que, em certas partes do terreno, chega a ter 3 metros de altura.

Entre o final da tarde e o começo da noite, o céu da Kidney Island costuma ficar marcado por uma linda revoada de milhares de aves retornando para seus ninhos, em um lindo espetáculo da natureza.

Stanley

Mlenny/Getty Images
Imagem: Mlenny/Getty Images

Capital das Ilhas Falkland, Stanley é também a principal porta de entrada do arquipélago. E se trata de uma cidade com interessantes atrativos turísticos.

Um de seus cartões-postais é a catedral de Christ Church (à esquerda na foto), um dos mais lindos edifícios da área.

Construído no século 19, o templo tem uma torre que abriga cinco sinos, além de exibir vitrais com mais de 100 anos e abrigar um órgão construído na Irlanda.

Christ Church é chamada de a "catedral anglicana mais ao sul do mundo".

Além disso, Stanley tem os tradicionais pubs britânicos (um dos mais famosos deles é o Victory Bar) e restaurantes de qualidade, como o Narrows Lounge & Cafe.

O Historic Dockyard Museum, por sua vez, é o lugar onde os turistas aprendem detalhes da história da guerra que opôs Reino Unido e Argentina neste arquipélago (contados, logicamente, de um ponto de vista alinhado com a perspectiva britânica).

Pebble Island

SteveAllenPhoto/Getty Images/iStockphoto
Imagem: SteveAllenPhoto/Getty Images/iStockphoto

Pebble Island é outro destino das Ilhas Falkland que merece uma visita.

Lá, é possível ver colônias de pinguins encarapitados sobre rochas, em uma paisagem que rende grandes fotos.

Na ilha também fica Elephant Beach, a mais longa praia de areia do arquipélago, com mais de 6 quilômetros de extensão e que compõem uma bela paisagem com o oceano.

Às vezes, golfinhos são avistados no mar desde esta praia.

Whale Point

JeremyRichards/Getty Images/iStockphoto
Imagem: JeremyRichards/Getty Images/iStockphoto

Além dos pinguins, turistas também conseguem observar elefantes-marinhos-do-sul (na foto) nas ilhas Falkland.

O animal pode ser avistado na área litorânea conhecida como Whale Point. Pinguins-de-magalhães também são encontradas em Whale Point.

Cape Pembroke Lighthouse

Jamie_Corsby/Getty Images/iStockphoto
Imagem: Jamie_Corsby/Getty Images/iStockphoto

O farol Cape Pembroke Lighthouse é uma das mais famosas construções das ilhas Falkland.

A estrutura fica a aproximadamente 12 quilômetros da cidade de Stanley, na ponta mais oriental do arquipélago. Há turistas que caminham até lá, cruzando cenários naturais da ilha de East Falkland, em um trajeto que chega a durar mais de três horas (o roteiro também pode ser feito de carro).

"É possível subir no farol por uma escadaria em espiral para aproveitar a vista do cenário de vida selvagem desta área fascinante", informa a embaixada do Reino Unido no Brasil.

QUANDO IR

Segundo a embaixada britânica no Brasil, "a melhor época para visitar as Ilhas Falkland é entre novembro e março. Este é o verão das Ilhas Falkland, com melhores condições meteorológicas, menos nublado e menos frio. Além disso, é uma excelente época para observar os pinguins".

COMO CHEGAR

Hoje, não há voos diretos entre o Brasil e as Ilhas Falkland. Uma das maneiras mais práticas (ou menos complicadas) para o brasileiro ir até lá é pegar um voo da Latam até Santiago e, na capital chilena, tomar um avião com destino a Punta Arenas.

De Punta Arenas saem voos diretos para o aeroporto de Mount Pleasant, que serve a capital das Ilhas Falkland. Toda a viagem chega a durar mais de 17 horas.

A Latam, porém, informa que recebeu autorização para operar voos diretos entre os aeroportos de Guarulhos e Mount Pleasant. Mas a rota ainda não tem data para ser inaugurada.

Mais Roteiros culturais