Topo

Viagem

Roteiros gastronômicos


Quer comer bem? Veja restaurantes premiados pelo World Restaurant Awards

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

2019-03-29T04:00:00

29/03/2019 04h00

Você é daquelas pessoas que, quando viajam, gostam de ter experiências gastronômicas inesquecíveis?

Não faltam ótimos restaurantes, nos quatro cantos do globo, para saciar este desejo. E é possível identificar alguns destes estabelecimentos dando uma olhada nos vencedores do World Restaurant Awards, respeitado evento realizado recentemente em Paris, na França, que premiou restaurantes que têm se destacado no mercado gastronômico mundial.

O World Restaurant Awards foi composto por categorias tradicionais (como "Restaurante do Ano") e inusitadas (como "O melhor chef sem tatuagens do mundo").

Abaixo, conheça alguns dos vencedores (todos os preços citados estão sujeitos a alterações).

Restaurante do ano

Divulgação/World Restaurant Awards
Imagem: Divulgação/World Restaurant Awards

Com capacidade para pouco mais de 20 clientes, o Wolfgat foi eleito o "Restaurante do Ano" pelo World Restaurant Awards.

O estabelecimento fica no vilarejo litorâneo de Paternoster, na África do Sul, a aproximadamente 150 km da Cidade do Cabo.

Funcionando em uma casinha histórica com mais de 100 anos, o Wolfgat oferece um menu degustação de sete pratos, que custa cerca de 750 rands (aproximadamente R$ 200) e traz receitas inventivas do chef Kobus van der Merwe, usando ingredientes do mar como ostras, mexilhões de Saldanha Bay e peixes suculentos encontrados nas águas que banham a África do Sul (e tudo isso harmonizando com ervas que crescem nesta região do país de Nelson Mandela).

Reservas para o restaurante pode ser feitas pela internet, no site: www.wolfgat.co.za

Novidade do ano

Divulgação/Inua
Imagem: Divulgação/Inua

O restaurante Inua, localizado na cidade japonesa de Tóquio, venceu a categoria "Novidade do Ano" do World Restaurant Awards, em que concorreram estabelecimentos inaugurados entre setembro de 2017 e setembro de 2018.

A cozinha do Inua é comandada por Thomas Frebel, que já foi chef do celebrado restaurante noma (escrito assim mesmo, com letra minúscula).

As receitas e o ambiente do restaurante japonês, que tem 60 lugares, misturam influências nórdicas e nipônicas, gerando pratos e uma atmosfera extremamente criativos para os clientes.

O cardápio muda constantemente, mas traz pratos compostos por ingredientes como yuba (nata do leite de soja) fresca, flores e molho de rábano-silvestre (na foto).

O Inua oferece um menu que custa 29 mil ienes (quase R$ 1.000).

Mais informações: inua.jp/en/

Atmosfera do ano

Anne Fishbein/Vespertine
Imagem: Anne Fishbein/Vespertine

Comandado pelo chef Jordan Kahn, o restaurante Vespertine venceu na categoria "Atmosfera do Ano" da premiação World Restaurant Awards, que avaliou características como a acústica, os serviços e o ambiente dos concorrentes.

O estabelecimento fica em Culver City, na Califórnia, e tem uma arquitetura que "mais parece uma nave espacial do que um restaurante, em uma utopia arquitetônica insana em uma zona industrial nos arredores de Los Angeles", informa o World Restaurant Awards. "Tudo isso para alimentar apenas 25 pessoas de cada vez".

Com uma atmosfera moderna e arrojada, assinada pelo arquiteto Eric Owen Moss, o Vespertine oferece "uma convergência de gastronomia, arte, arquitetura e música para seus clientes", informa o estabelecimento.

Um dos menus-degustação do Vespetine custa US$ 250 por pessoa (cerca de R$ 950).

Mais informações: vespertine.la

Especial da Casa do Ano

Luciano Barsetti/Lido 84
Imagem: Luciano Barsetti/Lido 84

No World Restaurant Awards, o restaurante Lido 84, localizado em Gardone Riviera, às margens do lago Garda, venceu a categoria "Especial da Casa do Ano", prêmio entregue ao estabelecimento que melhor pode ser definido por apenas um prato de seu cardápio.

A receita em questão se chama Cacio e Pepe "En Vessie" (na foto), uma massa feita com queijo pecorino e pimenta-do-reino dentro da bexiga de um porco (e que custa 15 euros, cerca de R$ 65, por pessoa).

Mais informações: ristorantelido84.com

Melhor restaurante "fora do mapa"

Divulgação/World Restaurant Awards
Imagem: Divulgação/World Restaurant Awards

O Wolfgat também venceu a categoria "Melhor Restaurante 'Fora do Mapa'" do ano.

Isso porque o estabelecimento fica em Paternoster, uma vila litorânea da costa oeste da África do Sul que se localiza a 150 km da Cidade do Cabo e não se encontra na rota do turismo de massa no país de Nelson Mandela.

"Apesar de estar a apenas duas horas da Cidade do Cabo, o tranquilo vilarejo de Paternoster parece pertencer a outro mundo", informa World Restaurant Awards. O local exibe praias de aspecto remoto e abriga uma comunidade de pescadores.

Na foto acima, o rústico interior do Wolfgat.

Mais informações: www.wolfgat.co.za

Melhor restaurante "sem reservas"

Ricardo D'Angelo / Divulgação
Imagem: Ricardo D'Angelo / Divulgação

O Brasil também tem um vencedor no World Restaurant Awards: é o restaurante Mocotó, localizado na zona norte de São Paulo e comandando pelo celebrado chef Rodrigo Oliveira.

O Mocotó foi o considerado, pela premiação, o melhor restaurante onde não são necessárias reservas antecipadas de mesa para comer.

O estabelecimento é famoso por suas suculentas e sofisticas receitas de influência nordestina (e por inovações como o dadinho de tapioca servido com geleia de pimenta).

O World Restaurant Awards, porém, avisa que, aos fins de semana, às vezes é necessário esperar três horas até conseguir uma mesa no Mocotó, tamanha é a (justa) popularidade do lugar.

Mais informações: mocoto.com.br

Melhor carrinho de comida

Divulgação/Ballymaloe House
Imagem: Divulgação/Ballymaloe House

O World Restaurant Awards também teve categorias muito curiosas, como o "Melhor Carrinho de Comida do Ano", vencida pelo restaurante do estabelecimento Ballymaloe House, localizado em East Cork, na Irlanda.

O local é famoso pelo seu carrinho de sobremesas oferecido aos clientes e que é praticamente uma obra de arte, exibindo, em perfeita composição, doces como mousse de mel com geleia de lavanda, morangos com iogurte e creme de cardamomo e pudim de caramelo.

Mais informações: ballymaloe.ie

Melhor chef sem tatuagens

Divulgação/The Foodalist
Imagem: Divulgação/The Foodalist

E também houve uma categoria bem-humorada no World Restaurant Awards: a do "Melhor Chef Sem Tatuagens", vencida por Alain Ducasse, estrela da culinária mundial (tatuagens são algo comum entre os mestres da cozinha, mas Ducasse não aderiu à moda).

"Ele é um homem que sempre esteve à frente de seu tempo, sempre com fome por conhecimento e com um apetite insaciável por novos desafios. Alain Ducasse é um indivíduo verdadeiro".

O estrelado mestre nascido na França está sobre diversos restaurantes renomados pelo mundo, como o Alain Ducasse at The Dorchester (em Londres) e o Allard, em Paris.

Mais informações: www.ducasse-paris.com/en

Mais Roteiros gastronômicos