menu
Topo

Viagem

Roteiros culturais

A cidade "cor-de-rosa" no sul da França que constrói o maior avião do mundo

Marcos Candido

Do UOL, em Toulouse (França)*

05/11/2018 04h00

A primeira coisa a me chamar a atenção em Toulouse, no sul da França, foi o imenso letreiro indicando que ali funciona a sede da Airbus. O complexo que abriga a empresa ocupa quarteirões com prédios administrativos a galpões colossais para a montagem das aeronaves.

Não à toa: ali são montados e saem para entrega os aviões da companhia francesa. Isso inclui o gigantesco A380, maior avião civil no mercado. Ele tem 72m de comprimento e 79m de distância de uma asa a outra. Para se ter uma ideia da grandiosidade, a largura de um campo de futebol no padrão FIFA é de "meros" 68m.

Veja também

Em meio aos galpões e pistas, surge o charmoso Beluga. O avião, que lembra uma baleia, atrai as câmeras de turistas quando corta o céu de Toulouse. Com uma ponta dianteira mais acentuada, o Beluga é usado para entregar e levar peças de aviões para outras fábricas na Europa. 

Getty Images/iStockphoto
Vista aérea de Toulouse Imagem: Getty Images/iStockphoto

A empresa também fabrica os A220, A320, A330 e A350, que variam em dimensões e em demais características. Companhias aéreas que queiram comprar alguma das aeronaves da fabricante podem ver e entrar em um modelo já pronto, em uma espécie de "mostruário" de aeronaves.

O turista entusiasta de aviação consegue visitar o museu da Airbus, que tem desde caças a modelos antigos, e é aberto à visitação quase o ano inteiro. 

A cidade cor de rosa

Getty Images/iStockphoto
Ponte de Sant Pierre no fim de tarde. Ao fundo, o hospital Grave Imagem: Getty Images/iStockphoto

Este polo de aeronaves da cidade pode dar a entender que Toulouse é uma cidade com um ar industrial. É não é isto. Fora dos complexos da Airbus, há uma cidade que mescla um clima universitário a um charme da arquitetura e da cultura multicultural dos grandes centros  da França.

Quando a tarde cai, fica claro o porquê da cidade ser conhecida como "a vila rosa". O nome se dá devido a cor arroxeada, num misto de laranja bem claro e rosa, dos tijolos de prédios mais antigos da cidade.

Na área urbana, há o Canal du Midi, que à primeira vista parece discreto, mas que conecta Toulouse por 240km até o mar Mediterrâneo. A obra é do século 17 e considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO.

A cor prevalece em especial na Place de La Daurade, onde um parque à beira do Rio Garona garante um belo e calmo fim de tarde ao lado de universitários que chegam de toda a Europa e de outros continentes.

Durante a noite, a dica é passear também pela Place du Capitole. É onde fica o centro histórico e administrativo de Toulouse. O Capitólio, prédio concluído no século 18, abriga a prefeitura, o teatro, a orquestra e a ópera que representam a cidade. Nas noites, é repleta de luzes que destacam os tijolos rosados.

Clima universitário

iStockphoto
Place du Capitole em Toulouse - France Imagem: iStockphoto

A cidade com pouco mais de 400 mil habitantes tem mais de 100 mil estudantes universitários.

Há universidades na área de negócios como a Toulouse Business School, fundada no início do século 20, e a Toulouse School of Economics, comandada por Jean Tirole, vencedor do Prêmio Nobel de Economia em 2014. Mais antiga, a Université de Toulouse tem cursos de graduação ao doutorado em três campi.

Como universitário também significa festinha, um bom point para badalar é a Place  St. Pierre, rodeada por bares. O mais tradicional dele é o Chez tonton, mas há opções de bares-baladas e também de clubes mais tranquilos, onde a trilha sonora é o jazz.

Na madrugada, há pequenas lanchonetes servindo kebab a preços bem módicos; prepare-se para encontrar jovens se divertindo em praticamente todos os dias da semana.

* O repórter viajou a convite da Azul Linhas Aéreas Brasileiras

Mais Roteiros culturais