menu
Topo

Viagem

Roteiros de luxo


Esquiar no Chile ou Argentina: 10 centros turísticos para curtir o inverno

Léo Marques

Colaboração para UOL

05/07/2018 04h00

Países vizinhos ao Brasil, como Chile e Argentina, recebem todos os anos milhares de turistas que sabem tirar proveito do inverno. Em alguns centros de esporte na neve, por exemplo, além de esquiar, é possível relaxar em spa, voar de parapente, tomar banho de piscina aquecida e até montar a cavalo. Confira:

Veja também

Caviahue

Divulgação
Imagem: Divulgação

Localizada na Argentina, próxima de um vulcão, esta estação de esqui é rodeada por florestas, lagos e vales. Porém, muito segura, conta com hotéis, chalés e até spa para os hóspedes. A estação oferece mais de 20 pistas de esqui, além de excursões a fontes termais. Para chegar, pegue um avião de Buenos Aires até a província de Neuquén, onde está localizada. 

Farellones

Divulgação
Imagem: Divulgação

Fácil de acessar, este centro de esqui fica a cerca de 50 quilômetros de distância do centro de Santiago, a capital do Chile. Oferece como atrativos: tirolesa, teleféricos, pistas de neve, arvorismo, além de aulas de esqui para iniciantes. Adultos com crianças podem aproveitar o “tubing”, uma atividade divertida que consiste em descer a montanha em uma boia gigante.

Cerro Bayo

Se você for para Bariloche, na Argentina, pegue um carro até esta estação de esqui, que só está a 45 minutos de distância do aeroporto, em Villa La Angostura. Conhecido como “centro boutique”, apresenta, além das tradicionais atividades na neve, experiências sofisticadas, como o snow polo (jogo de bola a cavalo, mas na neve) e degustações e jantares de alta gastronomia.

Portillo

Divulgação
Imagem: Divulgação

A estação está cravada na Cordilheira dos Andes, entre as cidades de Santiago, no Chile, e Mendoza, na Argentina, suas principais vias de acesso. Diferente da maioria, não possui vila ao redor, o que faz dela uma instalação isolada e pouco povoada nas montanhas. Seu resort de luxo, à beira de uma lagoa inca, conta com piscina aquecida, discoteca, shows e até cinema.

Cerro Catedral

Divulgação
Imagem: Divulgação

É o centro esportivo que detém a maior área de esqui da América do Sul, com 120 quilômetros de pistas. Para chegar até ela é só pegar um avião até Bariloche, na Argentina. Por estar situado em uma região montanhosa da Patagônia, o local é perfeito para ser observado de teleférico. Durante o inverno, a temperatura despenca e a mínima pode chegar a -2°C graus.

Lagunillas

Divulgação
Imagem: Divulgação

Situado a 2.200 metros de altitude e a apenas 67 quilômetros de Santiago, no Chile, este centro turístico permite a seus visitantes combinarem práticas esportivas de neve, como snowboard, esqui noturno e tirolesa, com excursões agradáveis pelas montanhas. Tire um tempo ainda para observar a natureza e visitar os povoados da região de Cajón del Maipo.

Cerro Castor

Divulgação
Imagem: Divulgação

Quer se sentir nos Alpes da Europa, sem sair da América do Sul? Vá até a Patagônia, na Argentina. Ali, a cerca de 30 quilômetros de Ushuaia, está situada esta estação de esqui. Por estar a uma altitude de mais de 1.000 metros e no extremo do continente, é o ponto turístico mais gelado do país. Além das pistas de esqui, oferece chalés em meio a bosques, teleféricos e prática de surfe na neve.

Valle Nevado

Divulgação
Imagem: Divulgação

Com picos acima dos 4 mil metros, Valle Nevado é um destino para aventureiros. Localizado na Cordilheira dos Andes, a 60 quilômetros da capital chilena Santiago, oferece pistas de esqui, teleféricos, passeios de moto na neve e de trenós, e até voo de helicóptero. Os menos radicais podem desfrutar de três opções de hotéis, que contam com restaurantes, pubs e piscinas aquecidas. 

Cerro Chapelco

Muito procurado por turistas brasileiros, este centro de esqui argentino fica no noroeste da Patagônia e é considerado um dos melhores da região. Seu sucesso é resultado de suas atrações: são quase 30 pistas de esqui e snowboard, além de teleféricos, torneios e snowkite --um voo na neve feito com parapente. Para chegar até lá é preciso pegar um avião a partir de Buenos Aires, a capital do país. 

Nevados de Chillán

Divulgação
Imagem: Divulgação

Mix de lazer com extremos, este lugar é circundado por bosques, piscinas termais e um vulcão. Fica na cidade chilena de Chillán, que durante os meses de inverno no Hemisfério Sul recebe centenas de turistas em busca de ver neve. Aproveite de junho a setembro para saborear uma xícara de chocolate quente e praticar snowboard, fazer escaladas e passear de trenó puxado por cães.

Fontes: Sites das agências de turismo e centros esportivos: caviahue.com; parquesdefarellones.cl; cerrobayo.com.ar; skiportillo.com; catedralaltapatagonia.com; skilagunillas.cl; cerrocastor.com; vallenevado.com/pt; chapelco.com; nevadosdechillan.com 

Mais Roteiros de luxo