menu
Topo

Viagem


Na Austrália, turistas podem ficar cara a cara com crocodilo gigante

Divulgação/Crocosaurus Cove
Em Darwin, turistas ficam frente a frente com crocodilo de 5 metros de comprimento Imagem: Divulgação/Crocosaurus Cove

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

22/04/2018 04h00

A Austrália é famosa por ser o lar de animais extremamente assustadores. E, ao visitar o país da Oceania, viajantes têm a chance de ficar literalmente cara a cara com um dos mais aterrorizantes destes bichões: o crocodilo-de-água-salgada, considerado o maior réptil do mundo e que chega a ter mais de 6 metros de comprimento.

O encontro entre esses predadores e turistas ocorre na cidade de Darwin, em uma espécie de parque de diversões chamado Crocosaurus Cove.

Divulgação/Crocosarus Cove
Detalhe de crocodilo que chega perto de turistas no Crocosaurus Cove, na Austrália Imagem: Divulgação/Crocosarus Cove

No local, o público entra em um cilindro transparente que é submerso, durante cerca de 15 minutos, em um tanque de água. Lá no fundo, circula pelo menos um crocodilo-de-água-salgada com aproximadamente 5 metros de comprimento, que fica separado das pessoas apenas pela fina (mas forte) espessura do compartimento.

Ao mesmo tempo, o bicho é alimentado, com generosos nacos de carne, por cuidadores que estão acima da superfície da água, para que, durante a mastigação, ele exiba seus gigantescos dentes pontudos e a força de sua mandíbula para os visitantes.

Divulgação/Crocosaurus Cove
Turistas entram no tanque do crocodilo dentro de um cilindro transparente Imagem: Divulgação/Crocosaurus Cove

Para o Crocosaurus Cove, a graça da brincadeira está "em dividir o mesmo espaço com um crocodilo com mais de 5 metros de comprimento, sentir o coração batendo mais forte ao encará-lo e se maravilhar com suas características pré-históricas".

Divulgação/Crocosaurus Cove
No Crocosaurus Cove, crianças tiram fotos com pequenos crocodilos Imagem: Divulgação/Crocosaurus Cove

O cilindro, por sua vez, comporta até duas pessoas, que são retratadas por fotógrafos do parque de diversões. Quando ele é submerso, a água do tanque entra no compartimento transparente, fazendo com que os turistas sintam que estão nadando junto com o crocodilo, como se não houvesse nenhuma separação de segurança.

Mais atividades

Além de entrar na água com um crocodilo, os visitantes do Crocosaurus Cove podem realizar outros tipos de atividades envolvendo estes bichinhos assustadores.

Para quem tiver medo de ingressar no cilindro e se ver submerso no tanque ao lado do réptil, é possível assistir, um pouco mais de longe, a cuidadores do parque de diversão alimentando, à curtíssima distância, os crocodilos do parque (entre eles, há um macho e uma fêmea que se chamam William e Kate, em alusão ao casal real do Reino Unido). E, há um outro, batizado de Burt, que apareceu no filme "Crocodilo Dundee", um clássico da "Sessão da Tarde" no Brasil.

Divulgação/Crocosaurus Cove
O Crocosaurus Cove fica na cidade de Darwin, no norte da Austrália Imagem: Divulgação/Crocosaurus Cove

Lá, há também uma piscina, muito frequentada por crianças, cujas paredes transparentes dão visão para um tanque onde nadam os répteis.

E, enquanto muitos parques ecológicos da Austrália deixam que os visitantes tirem fotos segurando coalas, o Crocosaurus Cove oferece uma experiência um pouco mais radical: no local, os turistas têm a chance de fazer retratos com bebês crocodilos nas mãos.

Para mais informações sobre o passeio, acesse: www.crocosauruscove.com

Divulgação/Crocosaurus Cove
Turista dá "beijinho" em crocodilo no Crocosaurus Cove, na Austrália Imagem: Divulgação/Crocosaurus Cove

Mais Viagem