Topo

Viagem

Catacumba italiana exibe milhares de mortos e múmia infantil quase intacta

Gmihail/creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/rs/deed.en/
Turistas caminham entre restos mortais expostos nas Catacumbas dos Capuchinhos Imagem: Gmihail/creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/rs/deed.en/

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

09/04/2018 04h00

Abrigo para a ossada de milhões de pessoas, as catacumbas de Paris são um popular passeio turístico na Europa. Porém, pouca gente sabe que, na Itália, há um lugar que pode ser mais impactante do que os subterrâneos mortuários franceses.

Trata-se das Catacumbas dos Capuchinhos, localizadas na cidade de Palermo (a capital da Sicília), abertas a visitas de turistas e que expõem, em uma rede de corredores macabros, os restos mortais de aproximadamente oito mil homens, mulheres e crianças.

Gmihail/creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/rs/deed.en
As Catacumbas dos Capuchinhos são, provavelmente, a atração mais assustadora de Palermo Imagem: Gmihail/creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/rs/deed.en

Aqui, o que mais impressiona é a maneira como eles são exibidos ao público.

Grande parte destes mortos está em posição ereta ao longo das galerias das catacumbas, como se fosse uma plateia em pé observando silenciosamente os visitantes que percorrem o local. 

Durante o tour, descobre-se que eles foram clérigos, nobres e membros da classe média da Sicília que faleceram a partir do século 16. 

Juan Antonio Segal/www.flickr.com/photos/jafsegal/14537318767
Muitos dos esqueletos e múmias das catacumbas estão usando roupas Imagem: Juan Antonio Segal/www.flickr.com/photos/jafsegal/14537318767

Muitos deles ainda usam roupas com as quais costumavam se vestir em vida (os esqueletos dos frades capuchinhos, por exemplo, envergam suas tradicionais vestes litúrgicas, enquanto ex-membros da elite palermitana exibem vestimentas pomposas).  

E os corredores das catacumbas são divididos de acordo com o perfil os mortos: aqui estão estão expostos os homens, ali as mulheres e mais além as crianças. Há também espaços reservados para monges e, acredite se quiser, mulheres virgens.

Rosalia Lombardo

Uma das partes mais chocantes das Catacumbas dos Capuchinhos é a seção que abriga os restos mortais de crianças (diversas delas expostas em nichos nas paredes e ainda usando envelhecidas roupinhas infantis). 

Gmihail/creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/rs/deed.en
As catacumbas também exibem restos mortais de crianças Imagem: Gmihail/creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/rs/deed.en

É dentro de uma caixão com tampa de vidro que fica a múmia da menina Rosalia Lombardo, que morreu em 1920, aos dois anos de idade, e cujo estado de preservação chama a atenção de todos que passam pelo local.

A pedido de seu pai, ela foi embalsamada logo depois de falecer por causa de uma pneumonia e, hoje, parece estar dormindo em um sono profundo.

Maria lo Sposo/Creative Commons
O corpo da menina Rosalia Lombardo impressiona os turistas nas catacumbas Imagem: Maria lo Sposo/Creative Commons

Rosalia, porém, não chega a assustar tanto como outras múmias exibidas dentro das catacumbas, como as de clérigos cujas expressões faciais ainda são reconhecíveis em seus rostos quase decompostos. 

É um passeio interessante, mas que não deve ser feito com crianças.

As catacumbas ficam junto à igreja Santa Maria della Pace, na região de Palermo conhecida como Cuba.  

Mais informações: www.palermocatacombs.com

Gmihail/creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/rs/deed.en
Corredor das Catacumbas dos Capuchinhos, atração turística da Sicília Imagem: Gmihail/creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/rs/deed.en

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem