Topo

Viagem

Caverna na Nova Zelândia parece céu estrelado por dentro e dá para visitar

Corin Walker Bain/Tourism New Zealand
Turistas usam barquinhos para conhecer o interior das Cavernas de Waitomo Imagem: Corin Walker Bain/Tourism New Zealand

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

10/03/2018 04h00

A Nova Zelândia já foi cenário para superproduções de Hollywood como o "Senhor dos Anéis": o país da Oceania tem paisagens que combinam (e muito) com o universo da ficção. 

Na ilha norte do território neozelandês, a cerca de três horas de carro da cidade de Auckland, ficam as chamadas Cavernas de Waitomo, com interiores que lembram céus intensamente estrelados.

Shaun Jeffers/Tourism New Zealand
Boias também podem ser usadas nas visitas às cavernas Imagem: Shaun Jeffers/Tourism New Zealand

Grande parte destes locais é aberta a visitas turísticas: os viajantes podem ingressar nas entranhas das cavernas a pé, de boia e de barco e, ao olhar para os tetos e paredes, sentem que estão debaixo de uma constelação.

O fenômeno ocorre por causa da presença de pequenos insetos da espécie Arachnocampa luminosa, que têm o costume de se alojar em grutas úmidas e emitem luz pelo processo de bioluminescência, como se fossem vagalumes, segundo o Tourism New Zealand, órgão que promove a Nova Zelândia turisticamente no Brasil.

A palavra Waitomo é composta pela junção das palavras de origem maori "wai" (água) e "tomo" (buraco). É uma região com uma complexa rede de 45 quilômetros de cavernas, grutas calcárias e rios subterrâneos, que podem ser facilmente acessados por viajantes de todas as idades.

Waikato Tourism Holdings/Tourism New Zealand
Além do teto iluminado, as cavernas de Waitomo têm lindas paisagens em seu interior Imagem: Waikato Tourism Holdings/Tourism New Zealand

É necessário reservar um passeio guiado para explorar as cavernas. Uma das empresas indicadas é a Waitomo Glowworm Caves, que oferece opções para todas as idades, não importando o nível do preparo físico do turista. O tour mais popular tem duração de 45 minutos, inclui uma rápida caminhada e um passeio de barco para visualizar os 'glowworms' (como são chamados os insetos bioluminescentes).

Além da emissão de luz gerada pelas larvas, os turistas que exploram as Cavernas de Waitomo têm a chance de admirar estalactites e estalagmites. 

Na área é ainda possível participar da atividade chamada de Black Labyrinth: trata-se de um passeio com boias indicado apenas para maiores de 12 anos de idade e que leva os turistas em um percurso de três horas no interior da caverna Ruakari.

No trajeto, os viajantes devem superar quedas d'água e espaços apertados. Além disso, os participantes podem admirar o teto iluminado das cavernas deitados nas boias

SHAUN JEFFERS/Tourism New Zealand
O interior das Cavernas de Waitomo pode ser explorado por gente de diversas idades Imagem: SHAUN JEFFERS/Tourism New Zealand

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem