Topo

Viagem

Além da Torre Eiffel: conheça passeios originais para fazer em Paris

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

07/01/2018 04h00

Além de Torre Eiffel, Louvre, Notre-Dame, Sacré-Coeur, Paris tem uma infinidade de outros atrativos. Conheça dez destes lugares que merecem uma visita.

Livraria Shakespeare and Company

Chris Yunker/www.flickr.com/photos/chris-yunker/3099270299
Imagem: Chris Yunker/www.flickr.com/photos/chris-yunker/3099270299

Localizada quase que ao lado do rio Sena, na rue de la Bûcherie, a Shakespeare and Company é uma das livrarias mais tradicionais de Paris. Além de sua excelente oferta de livros, o local abriga um agradável café e eventos culturais. Fundado nos anos 1950, o local ficou muito famoso por hospedar ao longo de sua história, no meio de suas estantes de livros, milhares de viajantes (principalmente jovens escritores) em visita à capital francesa. Segundo o site do local, ainda é possível fazer requisições para dormir por lá. 

Marco Zero de Paris

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Pouca gente percebe que, bem na frente da catedral de Notre-Dame, fica o marco zero da cidade de Paris, representado por um círculo feito de pedra com uma placa octogonal incrustado no chão. Ele representa o verdadeiro centro da capital francesa e é um marco para calcular distâncias de Paris para outras localidades do território francês. Hoje, na era das selfies, é um ótimo lugar para o turista tirar uma. 

Centro Georges Pompidou

Alexander Johmann/www.flickr.com/photos/alexander_johmann/5349750357
Imagem: Alexander Johmann/www.flickr.com/photos/alexander_johmann/5349750357

O Centre Georges Pompidou é um importante marco parisiense, mas nem sempre é visitado por turistas. Além de ter uma arquitetura sofisticada fascinante, o local abriga o Museu Nacional de Arte Moderna (Musée National d'Art Moderne), com obras-primas dos séculos 20 e 21. Estão lá trabalhos de artistas como Henri Matisse, Georges Rouault, Georges Braque e Wassily Kandinsky), além de uma excelente coleção de fotografias de gente como Man Ray e Brassaï. É um lugar para ser visitado após o Louvre e o museu d'Orsay.  

Cemitério de Montparnasse

Paul Asman/www.flickr.com/photos/pauljill/14625928318
Imagem: Paul Asman/www.flickr.com/photos/pauljill/14625928318

Paris é um dos lugares que mais concentram túmulos de pessoas famosas no mundo (e muitos deles, como os de Jim Morrison e Édith Piaf, ficam no cemitério de Père Lachaise, hoje uma instituição turística da cidade). Mas há outros locais na capital francesa onde é possível chegar perto do local de eterno descanso de celebridades: um deles é o Cemitério de Montparnasse, onde estão enterrados gênios como o poeta Charles Baudelaire, o escritor Julio Cortázar e os filósofos Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir.  

Panteão de Paris

Guilhem Vellut/www.flickr.com/photos/o_0/8023078803
Imagem: Guilhem Vellut/www.flickr.com/photos/o_0/8023078803

Se a intenção for continuar visitando grandes personalidades francesas, vale a pena ir ao Panteão de Paris, uma belíssima edificação neoclássica localizada na famosa região conhecida como Quartier Latin. Dentro desta estrutura monumental, cuja fachada exibe enormes colunas, estão os mausoléus de alguns dos principais nomes da história francesa e europeia, como Alexandre Dumas (autor de "O Conde de Monte Cristo") e Victor Hugo ("Os Miseráveis"), além dos filósofos Voltaire e Jean-Jacques Rousseau.      

Harry´s New York Bar

Mitch Barrie/www.flickr.com/photos/simonov/7443892960
Imagem: Mitch Barrie/www.flickr.com/photos/simonov/7443892960

Quer tomar um coquetel em um lugar histórico de Paris? Apesar do nome americano, o Harry´s New York Bar é um dos redutos boêmios mais famosos da capital francesa. Fundado em 1911 e com um elegante interior de madeira, o local foi muito frequentado por gênios estrangeiros (principalmente estadunidenses) que viveram ou viajaram por Paris no século 20, como Ernest Hemingway. Até hoje, o local continua atraindo muitos turistas, oferecendo um interessante espaço com apresentações de piano. 

Estátua da Liberdade

Jean-François Gornet/www.flickr.com/photos/jfgornet/4289551017
Imagem: Jean-François Gornet/www.flickr.com/photos/jfgornet/4289551017

A Estátua da Liberdade de Nova York foi um presente dado pela França aos Estados Unidos no século 19. Porém, nem todos sabem que, em Paris, há uma réplica do monumento situada em uma ilha artificial chamada Île aux Cygnes, no meio do rio Sena. Trata-se de uma estátua menor do que a nova-iorquina, mas que atrai turistas em busca de registrar o encontro desta imagem tão associada aos EUA com as paisagens parisienses. Um tour inusitado para fazer na capital francesa.

Palais Garnier

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Quer fazer um programa cultural de primeira grandeza na capital francesa? Reserve em sua agenda uma ida até o Palais Garnier, que sedia alguns dos espetáculos artísticos mais fantásticos de toda a França. Sua estrutura feita com mármore rende grandes fotos e, em seu luxuosíssimo interior, é possível assistir a algumas das melhores apresentações de ópera de toda a Europa. O local é também aberto a visitas turísticas guiadas fora dos horários dos espetáculos, com explicações sobre a história e a arquitetura do lugar.   

Museu de História da Medicina

Emile Barret/creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en
Imagem: Emile Barret/creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en

O Museu de História da Medicina (Musée d’Histoire de la Médecine) é um programa parisiense para quem cansar de ver quadros de Renoir, Monet e companhia. Trata-se de um local para quem gosta de ciência, com espaços explicando a evolução da medicina, exibindo instrumentos cirúrgicos históricos e abordando aspectos da anatomia humana. É uma das coleções sobre objetos e práticas médicas mais antigas da Europa e que fica abrigada em um lindo salão do começo do século 20. 

Hotel Nacional dos Inválidos

© Paris Tourist Office - Photographe : Jacques Lebar
Imagem: © Paris Tourist Office - Photographe : Jacques Lebar

Conhecido popularmente como Hotel Nacional dos Inválidos (Hôtel National des Invalides), este lindo complexo arquitetônico abriga interessantes exposições para quem quiser conhecer mais sobre a história (principalmente a relacionada a assuntos militares) da França. No local fica, por exemplo, o Museu do Exército (Musée de l'Armée), no qual é possível ver artefatos bélicos usados pela França desde a era medieval até conflitos como a Segunda Guerra Mundial. Na área também está um templo que abriga os restos mortais de ninguém menos do que Napoleão Bonaparte. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem