Viagem

Veja 7 das melhores cidades do mundo para conhecer de bicicleta

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

17/11/2017 04h00

Em diversos países, as faixas para ciclistas melhoraram a qualidade de vida das cidades e facilitam (e muito) a rotina do turista. Abaixo, veja sete destinos perfeitos para serem explorados de bike (que podem ser alugadas facilmente em todos esses lugares). 

Leia também!

Amsterdã, Holanda

Marcel Vincenti/UOL
Imagem: Marcel Vincenti/UOL

Andar de bicicleta por Amsterdã é uma das atividades mais interessantes que o turista pode realizar na capital holandesa. As ciclovias passam ao lado dos lindos canais da cidade e cruzam, literalmente, o edifício do principal museu local: o Rijksmuseum, que exibe pinturas de gênios como Rembrandt, Vermeer e Frans Hals. Com uma magrela, o turista também chega facilmente ao museu do Van Gogh e ao boêmio bairro de Jordaan. Mas é preciso colocar um cadeado resistente na bike quando for pará-la em algum lugar: há muitos furtos de bicicletas em Amsterdã. 

Copenhague, Dinamarca

Getty Images
Imagem: Getty Images

A cidade de Copenhague investiu, nos últimos dez anos, milhões de euros para melhorar a mobilidade das bicicletas dentro de seu perímetro urbano. Não à toa que, hoje, a capital dinamarquesa é um centro urbano praticamente perfeito para ciclistas, que podem desbravar suas paisagens e chegar à maioria de seus pontos turísticos pedalando. Passear pelo chamado Havneringen Ring (que cruza boa parte da linda área portuária da cidade) é um dos melhores programas para fazer por lá. 

Malmö, Suécia

Tolga_TEZCAN/iStock
Imagem: Tolga_TEZCAN/iStock

Malmö, na Suécia, é outro centro urbano nórdico que tem criado cenários ideais para aqueles que gostam de andar de bicicleta. Lá, ciclistas passeiam tranquilamente ao lado de alguns dos lugares mais lindos da cidade, como o parque Pildammsparken e o belíssimo centro histórico local, cuja paisagem é marcada pela lindíssima praça Stortorget. Em Malmö, diversos hotéis e hostels alugam (ou até cedem gratuitamente) bicicletas para os hóspedes. 

Estrasburgo, França

Elizaveta Butryn/creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en
Imagem: Elizaveta Butryn/creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en

A cidade Estrasburgo, na França, é uma das melhores cidades do mundo para passear de bicicleta. Sua região metropolitana está cheia de ciclovias e, por lá, é fácil subir numa bike e chegar até a área de muitos dos principais pontos turísticos locais, como a linda catedral gótica da cidade, o edifício do Parlamento Europeu, a Place Kléber (uma das praças mais bonitas e famosas de Estrasburgo) e o Orangerie Park. Esse centro urbano francês é também cortado por canais, o que deixa o passeio ainda mais romântico. 

Lima, Peru

Getty Images
Imagem: Getty Images

Uma cidade sul-americana que encanta os turistas que gostam de bicicleta: Lima. A capital peruana não tem a mesma estrutura ciclística dos destinos mencionados anteriormente, mas oferece uma das mais lindas vias para pedalar no mundo. É um caminho que pode começar no bairro de Miraflores e ir até a região histórica de Barranco, passando por ciclovias abertas bem sobre o oceano Pacífico e que são marcadas por jardins e lindas obras de arte. Faça este tour em um dia de sol e você ficará o dia inteiro pedalando, feliz. 

Montreal, Canadá

Waferboard/www.flickr.com/photos/waferboard/15430408322
Imagem: Waferboard/www.flickr.com/photos/waferboard/15430408322

Já na América do Norte, talvez a cidade mais amigável com ciclistas seja Montreal, no Canadá (investindo em ciclovias desde, pelo menos, os anos 1980). Aqui, vale a pena fazer um longo passeio pelos arredores do rio Saint-Laurent e pelas ruas que levam a inúmeras áreas verdes locais, como os parques La Fontaine, Maisonneuve e Jeanne-Mance. Mas o inverno em Montreal é de matar: planeje-se para fazer uma viagem ciclística por lá no verão ou na primavera. 

Kyoto, Japão

lensonjapan/www.flickr.com/photos/lensonjapan/8674410394
Imagem: lensonjapan/www.flickr.com/photos/lensonjapan/8674410394

Kyoto é uma cidade japonesa bem agitada, mas há espaço (e educação de sobra dos motoristas nipônicos) para os turistas que querem montar em uma bike e explorar as paisagens históricas do lugar. Um dos tours mais agradáveis para fazer aqui é pedalar pelas margens do rio Kamo, onde jovens e famílias japonesas se reúnem diariamente para passear e bater papo. De lá, é relativamente fácil chegar até cartões-postais como o templo Nanzen (erguido no século 13) e ao agradável parque Okazaki.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem

Topo