Viagem

Viajar só: 15 dicas e apps que facilitam o passeio e evitam roubadas

Getty Images
Imagem: Getty Images

Renata Telles

Colaboração para o UOL

07/10/2017 04h00

Viajar só com você é inspirador. Mas no meio de uma viagem existe, sim, a possibilidade de você embarcar em uma furada. Por isso, temos 15 dicas para você aproveitar a aventura evitando roubadas

Leia também

1. Pesquise: parece óbvio, mas pesquisar bem sobre o destino escolhido pode salvar você de várias furadas. Consulte outras viajantes, participe de grupos nas redes sociais, leia a respeito dos costumes e da segurança local, peça indicações de hotéis (o Trip Advice e o Hostel World mostram avaliações e relatos de hóspedes). 

2. Sem luxo: malas e bolsas de grife ou looks ostentação chamam atenção e deixam você mais vulnerável. Leve roupas simples, esqueça joias e desapegue do luxo. O ideal, por segurança, é se adequar à moda local.

3. Locomoção: baixe aplicativos para auxiliar na locomoção, mas confira os endereços e percursos antes de chegar à cidade ou sair do hotel. Não é legal ficar na rua com cara de perdido. Você será uma presa fácil! Pintou dúvida? Entre em um café para consultar o roteiro.

4. Mapas: tenha acesso a mapas off-line. O Maps.me é um dos melhores aplicativos para ter no celular. Com ele, você baixa o mapa do país específico e calcula itinerários, a pé e de carro, off-line. O Google Maps também dá a opção de ter todas as informações sem internet.

5. Grana: como não se sabe com quem você vai lidar e o câmbio confunte qualquer um, baixe um app de conversão de moeda. O Currency faz isso com o dinheiro do mundo e armazena as últimas taxas atualizadas, que podem ser acessadas sem internet.

6. Organização: quer deixar tudo organizado? Tenha em mãos o Tripit. O aplicativo sincroniza suas informações de viagem que estão no seu e-mail dentro do programa (datas de voos, hotéis, reservas etc.)

7. Idioma: é bacana ter um tradutor que auxilia caso você não entenda muito bem a língua local. O Google Tradutor, por exemplo, além de transformar textos para mais de 70 idiomas, tem recursos de tradução de voz em tempo real.

8. Internet: para ficar com conexão, se puder, compre um chip pré-pago para o seu celular (às vezes, é possível adquirir no próprio aeroporto). Cuidado ao contar só com o wi-fi. 

9. Informações: tenha um plano B caso você fique sem bateria no celular ou você perca o aparelho. Os bons e velhos papel e caneta ajudam: anote todos os endereços e telefones importantes (hotel, embaixada, consulado, hospital, operadora do cartão de crédito e o número da sua família nele e coloque no seu bolso. 

10. Documentos: guarde uma cópia digitalizada de todos os documentos (passaporte, identidade, comprovantes de vacinas, cartão de crédito, seguro viagem). Em caso de emergência, basta acessar o seu e-mail de algum lugar para obter as informações. Deixe seu roteiro com sua família ou amigos, assim eles saberão onde achar você, se preciso.

11. Táxi: ao pegar um táxi, prefira carros credenciados e evite os de rua, pergunte o preço antes de entrar ou exija que o taxímetro esteja ligado. Acompanhe o percurso pelo aplicativo de mapas. Outra opção é o Uber, presente em dezenas de países.

12. Agências: há lugares que são mais difíceis quando se trata de locomoção (Índia, Turquia, Nepal), por isso, é interessante contratar serviços de uma agência local para passeios. Não se esqueça de verificar o nome da empresa na internet e checar suas avaliações.

13. Recepção: mesmo com tudo pesquisado e analisado, não se acanhe em buscar ainda mais informações sobre a cidade no seu hotel, pousada ou hostel. Pergunte na recepção como é a questão de segurança no país. É possível caminhar à noite? Posso voltar tranquilamente de madrugada? Quais são os pontos que devo evitar?

14. Porre: cuidado com bebedeiras. Parece conselho de pai e mãe, mas vale lembrar que você está em um país desconhecido, com outras regras e costumes. Em Dubai, por exemplo, uma mulher pode ser presa por beber. Caso seja assediada por alguém, a culpa terá sido da vítima, que infringiu uma lei. 

15. Pegação: achou alguém interessante no Tinder? Lembre-se de marcar encontros em lugares públicos e, antes, saia fuçando as redes sociais da pessoa para ter mais informações. É bom desconfiar até da própria sombra.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem

Topo