Viagem

O que tem no navio onde milionários pagam até R$ 249 mil por um cruzeiro?

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

04/10/2017 04h00

O Seven Seas Explorer já foi considerado pelo Cruise Critic (um dos mais respeitados sites de cruzeiros) como o transatlântico mais luxuoso do planeta. Seu interior é digno de um hotel sete estrelas, acessível apenas a quem tem uma conta bancária bem gorda. Abaixo, conheça os detalhes que fazem do Seven Seas Explorer uma das embarcações mais ostentação dos sete mares.

Destinos de ricaços

Divulgação/Regent Seven Seas
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

Os lugares visitados pelo Seven Seas Explorer costumam ser tão luxuosos como o interior do navio. Entre dezembro deste ano e março de 2018, por exemplo, a embarcação aportará em destinos dos Caribe que, com praias exclusivas e hotéis de luxo, costumam atrair ricaços do mundo inteiro, como Martinica, Santa Lúcia, Antigua e São Bartolomeu. O ponto de partida destas viagens será Miami. A cidade americana será, também, o ponto final das jornadas.

Passagens de R$ 249 mil

Divulgação/Regent Seven Seas
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

Para um roteiro de 14 noites pelo Caribe, há passagens do Seven Seas Explorer que chegam a custar mais de R$ 249 mil por pessoa. Pagando este valor, o hóspede dorme na mais luxuosa suíte da embarcação, pode comer e beber à vontade durante o dia inteiro (incluindo bebidas alcoólicas finas), tem à sua disposição os serviços de um mordomo e acesso ilimitado a serviços de spa. Para quem quiser "economizar", o navio oferece, para esse mesmo roteiro de duas semanas pelo Caribe, passagens a partir de R$ 27.859 (com menos benefícios). A piscina do navio, vista na foto, é aberta a todos.

Suíte com cama de R$ 285 mil

Divulgação/Regent Seven Seas
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

A acomodação mais cara do Seven Seas Explorer se chama Regent Suite (na foto) e é um verdadeiro apartamento de luxo. O local tem uma área com mais de 412 m², onde o hóspede encontra duas varandas (uma delas com hidromassagem), banheiro de mármore, sala com piano de cauda Steinway e um spa privativo com sauna. Um dos quartos vem equipado com uma cama king size que, segundo a Regent Seven Seas (companhia que é dona do Seven Seas Explorer), custou nada menos do que US$ 90 mil (cerca de R$ 285 mil).

Aulas de culinária a bordo

Divulgação/Regent Seven Seas
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

A bordo, os hóspedes podem ter aulas de alta cozinha em um espaço de frente para o mar. Nos cursos, os participantes aprendem a fazer pratos requintados das culinárias francesa, italiana, mexicana, espanhola, grega e países nórdicos. Há aulas específicas para a preparação de determinados tipos de ingredientes, como peixes, carne vermelha e frango. E, nas paradas, o instrutor leva os alunos até os mercados locais para que aprendam a escolher os melhores ingredientes para suas receitas.

Mármore e cristal

Divulgação/Regent Seven Seas
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

O interior do Seven Seas Explorer é decorado com nada menos do que 473 lustres de cristal. São 158 deles espalhados pelos restaurantes, lobbies e outros espaços públicos do navio, 97 dentro das maiores suítes e 218 distribuídos pelos corredores da embarcação. Só o lustre que decora o lobby do Seven Seas Explorer tem 6 mil peças de cristal octogonais encaixadas à mão. Além disso, o navio tem 4.600 m² de mármore (grande parte desta área composta pelo nobre mármore carrara).  

Muita comida

Divulgação/Regent Seven Seas
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

A maioria dos espaços gastronômicos do Seven Seas Explorer são de alta gastronomia, servindo uma infinidade de receitas sofisticadas para os hóspedes, como pratos com frutos do mar. Um dos pratos preferidos do público do navio é a lagosta: em um cruzeiro de 14 dias da embarcação, por exemplo, são consumidos, em média, cerca de 900 quilos do crustáceo. Já na viagem inaugural do Explorer, em julho de 2016, foram servidas 2.148 garrafas de champanhe e 5.712 garrafas de vinho. Um dos restaurantes da embarcação (o Compass Rose) tem seus jogos de mesa desenhados pela Versace.

Exclusividade

Divulgação/Regent Seven Seas
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

O Seven Seas Explorer tem capacidade para 750 hóspedes, um número bem menor do que o encontrado nos grandes transatlânticos do mundo, que transportam milhares de turistas. Isso dá mais exclusividade para os clientes: a bordo, o navio conta com uma tripulação de 543 pessoas, de mais de 40 nacionalidades. E a embarcação também abriga um cassino, teatro, spa, academia, sete espaços de alimentação (alguns servindo receitas francesas, asiáticas e mediterrâneas) e uma piscina.

Todos os valores citados foram pesquisados em outubro de 2017 e estão sujeitos a alterações.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo